Notícia

Jogadores da dupla Ba-Vi protagonizam cenas lamentáveis

Briga campal tomou conta do estádio da Arena Fonte Nova após o apito final de Leandro Vuaden

Redação iBahia
08/05/2016 às 19h21

2 min de leitura
O clássico pegado e disputado entre Bahia e Vitória terminou com cenas lamentáveis entre os atletas e membros da comissão técnica dos dos times. O jogo nervoso, que deu o título de campeão baiano ao Vitória foi marcado por muitas faltas dura e desentendimentos. Ainda no primeiro tempo o goleiro Jean, do Bahia, e o médico do Vitória foram expulsos após um princípio de confusão no banco de reservas. 

Também teve confusão durante a partida
(Foto: Betto Jr/CORREIO)

Nos minutos finais o zagueiro Lucas Fonseca fez falta dura no atacante Marinho e nova confusão foi instalada. Diego Renan foi tirar satisfação como defensor e os dois se desentenderam. Após o tumulto, Leandro Vuaden aplicou cartão vermelho e expulsou os dois jogadores.

Kieza revela carinho pela torcida do Bahia, mas critica diretoria
Título do Vitória rende piadas com o Bahia nas redes sociais
Jogadores do Vitória comemoram conquista do título baiano

As brigas recomeçaram depois do apito final e a confirmação do título de campeão para o Leão. O zagueiro Victor Ramos chegou a usar o mastro da bandeirinha de escanteio contra os outros jogadores. 

“Um moleque, não sei quem é, acho que é o David, passou xingando a gente aqui. Eles ganharam com um gol irregular de pênalti, mas não fizeram nada a mais não que a gente não”, disse Zé Roberto, em entrevista à rádio CBN Salvador. 

Já o técnico Vagner Mancini lamentou as confusões e destacou a união do elenco do Leão para a conquista do estadual, o que não acontecia desde 2013. “Foi um jogo tenso, disputado. O Vitoria teve chances de empatar, assim como o Bahia teve de chegar ao segundo gol, mas felizmente saímos campeões”, comemorou o treinador.

Correio24horas