Literatura

Após acidente aéreo, fotógrafo sobrevivente lança livro de imagens aéreas da Bahia

Durante a produção do livro, Rui Rezende sofreu um acidente de avião no município de Barreiras, no oeste do estado.

Redação iBahia
04/07/2022 às 2h00

2 min de leitura

O fotógrafo Rui Rezende vai lançar, no dia 22 de setembro, o oitavo livro da carreira intitulado Bahia Aérea. A obra foi pensada e trabalhada há mais de uma década. E o objetivo principal foi retratar as belezas da Bahia visto de cima, a partir dos seus quatro cantos.

Foi durante a produção do livro que ele sofreu um acidente de avião, no dia 24 de julho de 2014, no município de Barreiras, no oeste do estado. Rui ficou 42 dias internado, sendo dez deles em coma, e precisou passar por seis cirurgias. Apesar do susto do acidente, Rui não perdeu a paixão por voar. Um encanto que lhe acompanha desde a infância, quando pensava em ser piloto da Força Aérea Brasileira (FAB).

Voar e fotografar são as melhores coisas que a gente pode fazer vestido. Se uma mariposa passar em minha frente e me disser que me aguenta, eu monto nas asas dela e saio voando”, brincou o fotógrafo, que já saltou algumas vezes de paraquedas. O baiano tem sido tão determinado nesse trabalho que, depois da queda do avião, a primeira foto que ele fez foi aérea e para esse livro.

Para a obra, ele utilizou várias aeronaves. Entre elas, parapente, paramotor, paratracker, balão, flyboat, girocóptero, helicóptero e avião. O fotógrafo já se aproxima de 500 horas de voo, só pela Bahia, chegando a marca de quase 100 mil fotos tiradas. Deste total, 240 serão escolhidas para compor o ‘Bahia Aérea’.

Leia mais sobre Literatura no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias