Criança se queima após carregador de notebook pegar fogo


O britânico Lucas Hennessey, de dois anos de idade, sofreu graves queimaduras em uma das mãos após o carregador do notebook de sua mãe pegar fogo e derreter, sendo obrigado a passar três dias em um unidade especializada em queimados. O caso aconteceu em Kentmere Road, Bolton, Greater Manchester, no Reino Unido.Segundo reportagem publicada no site do jornal britânico Mirror, Lucas pegou o carregador que estava sendo usado para alimentar o laptop Dell de sua mãe, Kelly, quando este pegou fogo e derreteu na mão dele. Quando a mãe conseguiu retirar o aparelho em faíscas da mão do menino, percebeu que, além das graves queimaduras, faltava parte da pele e tinha um osso exposto.

Foto: Reprodução

Kelly, que estuda psicologia forense na The Open University, comprou o laptop no site da Amazon, e este veio com o carregador portátil. Desde que soube do caso, a varejista on-line retirou o produto do seu site.”Eu estava cozinhando e deixei Lucas brincando na sala de estar, onde um amigo meu tomava conta dele. Ele pegou a parte do meio do carregador, que se assemelha a uma pequena caixa, para movê-lo do lugar, quando ouvimos um barulho e ele começou a chorar”, conta Kelly, acrescentando que seu amigo correu para tirar o aparelho da mão da criança, mas este tinha derretido e grudado na pele do menino. Assim que conseguiram soltar o carregador, Kelly conta que colocou a mão de seu filho embaixo da torneira de água e chamou uma ambulância.Lucas foi levado para o Bolton Hospital, onde esperou por seis horas na emergência, antes de ser transferido para uma unidade especial de queimados do Hospital Royal Manchester Children, onde permaneceu por três dias antes de receber alta. Lucas terá ainda que voltar nas próximas semanas ao hospital para limpar a queimadura e refazer os curativos: “Eu me senti tão impotente e culpada quando ele estava no hospital. Ele só pegou o carregador para tirar do seu caminho. Nunca esperaria que causaria tanto dano a ele”.Segundo os médicos, o menino terá que passar dois anos fazendo fisioterapia para tentar recuperar o movimento da mão, já que perdeu completamente a sensibilidade do dedo indicador. Kelly disse que um advogado está cuidando do caso.Um porta-voz da Amazon informa que o produto em questão já não está disponível no site e sua venda está suspensa enquanto investigam o caso. Já um port-voz da Dell, fabricante do laptop, disse que leva todos os relatos dos clientes sobre potenciais problemas de segurança muito a sério.”Recebemos um relatório envolvendo um adaptador AC da marca Dell, e, como faz com todos os relatos, a Dell irá trabalhar para recolher o produto envolvido e conduzir uma investigação. Tomaremos as medidas adequadas com base nos resultados de nossa investigação”, afirma a empresa através de seu representante.