Mundo

Homem mais velho do mundo morre aos 113 anos

Masazo Nonaka, que recebeu o título do Guinness World Records aos 112, faleceu enquanto dormia

Agência O Globo

Morreu neste domingo o japonês Masazo Nonaka, reconhecido como o homem mais velho do mundo no ano passado, aos 113. Ele faleceu em casa, enquanto dormia, segundo informações da imprensa local.

"Estamos tristes pela perda desta grande figura. Até ontem, ele estava como sempre e faleceu sem causar nenhum problema a nossa família", disse sua neta Yuko em declarações a meios de comunicação locais.

A família de Nonaka administra uma pousada de fontes termais há quatro gerações. E uma de suas atividades preferidas era banhar-se e relaxar nestas fontes.

Foto: reprodução / Kyodo / REUTERS
Segundo sua família contou à época em que ele foi considerado o homem mais velho do mundo, ele adorava assistir a duelos de sumô na televisão, lia diariamente os jornais. O japonês também gostava muito de comer doces, bolos especialmente.  

Nonaka faleceu na cidade de Ashoro, na ilha de Hokkaido, no extremo norte do país. Seus familiares contaram que se deram conta de sua morte quando foram acordá-lo.

Masazo Nonaka recebeu do Guinness World Records o título de homem mais velho do mundo em abril do ano passado depois que o espanhol Francisco Nunez Olivera morreu aos 113 anos.

Nonaka nasceu em 25 de julho de 1905. Agricultor e lenhador na juventude, o japonês administrou uma pousada de fonte termal na sua cidade natal, na ilha de Hokkaido, a 900 quilômetros ao norte de Tóquio, até passar o controle do estabelecimento aos herdeiros. Criou dois filhos e três filhas. Uma de suas netas, Yuko é hoje responsável pelo negócio.