Sequelas

Emilia Clarke, atriz de ‘Game of Thrones’, revela que perdeu ‘parte’ do cérebro após aneurismas

Em entrevista, atriz revelou estar surpresa por conseguir viver normalmente

Redação iBahia
18/07/2022 às 19h56

2 min de leitura
Foto: Reprodução / Redes sociais

A atriz Emilia Clarke revelou durante uma entrevista, que “perdeu” parte do cérebro após ter sofrido dois aneurismas, entre 2011 e 2013. Na época, ela gravava a série “Game of Thrones”, da HBO.

“Uma parte do meu cérebro que não é mais utilizável. É notável que eu seja capaz de falar, às vezes de forma articulada, e viver minha vida normalmente, sem absolutamente nenhuma consequência”, disse a atriz, de 35 anos, durante uma entrevista ao programa “Sunday Morning”, da BBC One.
“Faço parte da minoria muito, muito, muito pequena de pessoas que podem sobreviver a isso.”

Durante a entrevista, que faz parte da divulgação da peça “A Gaivota”, de Anton Tchekhov e que conta com Emilia na produção, a atriz relembrou a dor que sofreu a importância de “Game of Thrones” no período para ajudá-la a enfrentar o processo.

“Foi a dor mais excruciante. Foi incrivelmente útil ter ‘Game of Thrones’ me arrebatando e me dando um propósito”, disse.

Emilia sofreu o primeiro aneurisma em 2011, no intervalo entre a primeira e segunda temporada da série. O segundo aneurisma ocorreu em 2013. Ambos exigiram da atriz um longo período de recuperação para lidar com o dano cerebral.

Por conta do ocorrido, Emilia Clarke diz estar surpresa por conseguir viver normalmente.

“O que sempre me faz rir, porque derrames, basicamente, assim que qualquer parte do seu cérebro não recebe sangue por um segundo, ele desaparece. E assim o sangue encontra uma rota diferente para se locomover, mas então qualquer pedaço que esteja faltando desaparece”, afirmou.

Emilia falou pela primeira vez sobre o assunto em 2019, em um artigo para a revista “The New Yorker”, quando explicou que tinha sofrido desmaios entre a primeira e segunda temporada da série, aos 24 anos.

Leia mais sobre Mundo no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias