Menu Lateral Menu Lateral
iBahia > mundo
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
MUNDO

Explosão mata cientista iraniano que trabalha em usina nuclear

O país recebe críticas por enriquecimento do urânio

• 11/01/2012 às 22:28 • Atualizada em 26/08/2022 às 17:36 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!
Um cientista nuclear que trabalhava na usina de enriquecimento de urânio de Natanz, no Irã, foi morto hoje (11) quando seu carro explodiu próximo à Universidade de Sharif, onde lecionava. O engenheiro Ahmadi Roshan era vice-diretor para Assuntos Comercias da usina. A instalação de Natanz é o principal local de enriquecimento de urânio no país. Existem suspeitas de que um homem em uma moto colocou a bomba no carro de Roshan. Esse é o terceiro cientista nuclear iraniano morto nos últimos dois anos. O vice-presidente iraniano, Mohammad Reza Rahimi, disse hoje que o assassinato de cientistas do país não vai parar o progresso nuclear. “Aqueles que pretendem combater o terrorismo visam aos nossos cientistas, mas devem saber que eles estão mais determinados que nunca em avançar no caminho do progresso científico”, declarou Rahimi. O programa nuclear iraniano é questionado por países ocidentais, como os Estados Unidos, e por países da União Europeia, de ter fins militares e o país de estar tentando produzir bombas atômicas. O Irã alega que seu programa nuclear tem fins civis.

Leia mais:

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM MUNDO :

Ver mais em Mundo