Menu Lateral Menu Lateral
iBahia > mundo
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
MUNDO

Juíza responsável pelo caso de Daniel Alves vê indícios 'mais que o suficiente' de estupro

Anna Marín é responsável apenas por avaliar se o caso deve ir a julgamento

Redação iBahia • 02/02/2023 às 13:04 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

				
					Juíza responsável pelo caso de Daniel Alves vê indícios 'mais que o suficiente' de estupro
Foto: Lucas Figueiredo/CBF/ Divulgação

A juíza responsável por avaliar a acusação contra Daniel Alves, Anna Marin, vê indícios "mais que suficientes" de que o estupro contra uma jovem de 23 anos no banheiro de uma boate em Barcelona foi cometido. As informações são do jornal catalão "El Periódico".

Marín é responsável apenas por avaliar se o caso deve ir a julgamento - na Espanha, a Justiça também tem a competência de investigar uma denúncia antes de julgá-la. Ou seja, a avaliação da juíza ainda não produz nenhum efeito legal sobre Daniel Alves.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Leia mais:

Porém, é com base no texto escrito por Marín que será definido se ele deve ir ou não a julgamento - neste caso, o jogador brasileiro viraria réu.

A juíza que conduz a investigação, chamada de juíza de instrução, ouve as partes em um depoimento inicial - nenhum deles é oficialmente considerado réu ou parte acusadora -, além do Ministério Público, quando promotores apresentam uma denúncia, o que aconteceu neste caso.

Daniel está preso desde o dia 20 de janeiro de forma preventiva, cusado de estuprar uma mulher no banheiro de uma boate. Ele foi detido enquanto prestava depoimento sobre o caso. A juíza Anna Marín viu contradições em suas declarações e acatou um pedido do Ministério Público espanhol de prisão preventiva sem fiança para o jogador.

Leia mais sobre Mundo no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias.

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM MUNDO :

Ver mais em Mundo