OMS recomenda mudança do nome de varíola dos macacos para mpox


Foto: Divulgação

A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou hoje (28) um comunicado recomendando a adoção do nome mpox para a varíola dos macacos. Segundo a entidade, a alteração é importante para evitar o uso de linguagem racista e estigmatizante. Determinadas comunidades têm reclamado do uso do nome da doença de maneira depreciativa e racista.

“Em vários encontros, públicos e privados, um número de indivíduos e países aumentaram suas preocupações e pediram à OMS para propor uma maneira de mudar o nome”, disse a organização, em nota. A proposta é que, por um período de 1 ano os dois nomes sejam usados até que varíola dos macacos seja abandonado.

A escolha por mpox se deu por poder ser usado em vários idiomas. “A OMS adotará o termo mpox em suas comunicações e encorajará outros a seguirem essas recomendações, para minimizar os atuais impactos negativos do atual nome e para adoção do novo nome”, acrescentou a entidade.

O atual nome da doença foi criado após o vírus ser descoberto em macacos, em 1970. Os sintomas mais comuns da varíola dos macacos são erupção cutânea ou lesões espalhadas pela pele; adenomegalia/linfonodos inchados, também conhecidos como ínguas; dor de cabeça; calafrios e fraqueza.

Leia mais sobre Mundo no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias.