Punição

Conselho de Enfermagem diz que vai apurar conduta de profissional que vazou informações sobre Klara Castanho

Atriz revelou que foi estuprada e engravidou em decorrência da violência

Redação iBahia
26/06/2022 às 16h14

2 min de leitura
Foto: Reprodução / Instagram

O Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo afirmou que vai apurar a conduta da profissional de saúde que teria ameaçado divulgar a gravidez de Klara Castanho. A atriz contou detalhes da história em uma carta aberta publicada na noite de sábado (25).

Klara foi estuprada e engravidou em decorrência da violência. Ela optou pela entrega voluntária da criança, que saiu do hospital direto para uma outra família. Após o parto, a atriz contou que foi ameçada por uma enfermeira, que questionou o que ela faria se as informações vazassem.

“O Coren-SP, assim como a sociedade brasileira, tomou ciência neste final de semana da situação exposta por atriz, que menciona, em uma carta aberta, ter sido alvo de ameaça de uma enfermeira e a seguinte confirmação por colunista da imprensa a respeito de informações sobre a entrega para adoção de um bebê fruto de um estupro”, inicia o comunicado do Coren.

“Nesse sentido, o conselho seguirá os ritos e adotará os procedimentos necessários para a devida investigação, como ocorre em toda denúncia sobre o exercício profissional. Assim, o Coren-SP ressalta a cautela necessária sejam tomadas as medidas corretas para a apuração dos fatos”, segue a nota.

Por fim, o Conselho diz que se solidariza com a atriz e ” reafirma seu compromisso cotidiano com a ética profissional da enfermagem e com a segurança da assistência prestada pela categoria”.

Leia mais sobre Celebridades em iBahia.com e siga o portal no Google Notícias