Jojo Todynho lança disco de samba e revisita raízes: ‘É um sonho se realizando’


Jojo Todynho
Foto: Divulgação

“Jojo Como Você Nunca Viu”, o título do novo projeto de Jojo Todynho é exatamente o que se propõe dizer, uma nova vertente da cantora que ganhou projeção nacional com “Que Tiro Foi Esse”.

Longe dos paredões e bailes funks, Jojo explora o samba, pagode e cada vez mais sua extensão vocal no novo trabalho, além de refletir sobre as raízes em Bangu, bairro em que nasceu e cresceu no Rio de Janeiro.

Em coletiva de imprensa a qual o iBahia participou na tarde desta quarta-feira (17), a artista falou sobre as inspirações para o novo trabalho e novidades na carreira.

“Desde 2017, quando eu entrei na gravadora, a gente tem esse projeto pra fazer esse álbum. E nesse percurso de música, de show, esse projeto foi ficando de stand-by para o momento certo. ‘Que Tiro Foi Esse’ estourou de forma inesperada, mas minha ideia era vir com esse disco desde quando eu fui pra gravadora”, explicou.

Jojo Todynho
Foto: Divulgação

“A gravadora abraçou essa ideia, veio com tudo. Eu tô nervosa porque é um sonho se realizando. As pessoas ficam com um preconceito comigo ‘a Jojo não canta nada’ e isso me magoa. Agora eu tô lançando meu álbum e eu vou poder mostrar para as pessoas (a minha voz), o funk não me dava a oportunidade de mostrar o meu talento e agora com o samba e pagode eu vou poder mostrar”, completou a cantora.

“Bangu virou”

Com produção musical de Prateado, com quem Jojo Todynho relatou nervosismo ao trabalhar, o disco traz clássicos do samba que a cantora ouvia desde pequena no bairro carioca onde cresceu.

“O samba tá na minha vida desde pequena, meu padrinho fazia muito pagode, ele tem um bloco chamado ‘Bloco do Cachorrão’. Minha família é muito do pagode. Eu fui musa do bloco do Bangu, eu gosto de samba, o samba tá enraizado em mim”, disse a vencedora de “A Fazenda”.

“Nesse álbum eu trouxe pro samba, pro pagode, ‘Lindo Lago do Amor’, ‘Garota Nota 100’, trouxe músicas para mostrar pras pessoas que elas se enquadram em qualquer estilo. Tô muito ansiosa pra esse álbum sair, pra surpreender as pessoas e tô muito nervosa”, continuou.

É com esse saudosismo e entusiasmo que Jojo prepara o lançamento do clipe da faixa “Bangu”, onde homenageia o bairro, que chega juntamente com o novo disco na sexta-feira (19).

“Eu falei pro André Renato (diretor) que eu queria uma música chamada ‘Bangu’ para homenagear o meu bairro e ele foi pegando pontos de Bangu que são marcantes”, disse.

“E aí ele foi fazendo de acordo com os lugares de Bangu que são muito falados e quando ouvi a música eu pirei e falei que tem que fazer uma homenagem ao meu bairro. Aí eu falei do ônibus 918 onde eu passei muito perrengue […] Passei muito perrengue em Bangu, é um bairro que eu amo e em qualquer lugar que eu esteja eu vou gritar pro mundo que Bangu virou”, completou.

Garota Nota 100

Com samba, pagode e volta às raízes, Jojo Todynho fez questão de ter espaço para homenagear o pai, que morreu quando a cantora tinha 10 anos. Em “Garota Nota 100”, de MC Marcinho.

“Meu pai foi uma pessoa muito importante na minha vida, faz 15 anos que meu pai foi embora, domingo (Dia dos Pais) foi um dia muito difícil pra mim”, iniciou.

“Foi uma forma de eu citar ele em um dos momentos mais importante que eu tô vivendo na minha vida. Eu voltei com tudo pra música, pra minha gravadora. É muito bom trabalhar com várias coisas, como marketing, televisão, mas não posso esquecer do que me move, a música”, disse.

“Não posso deixar a peteca cair porque a gravadora pra mim é uma família que me abraçou. Aí quando veio a ideia do álbum, tive que fazer uma música em homenagem ao meu pai, que amava. Aí eu fiz essa homenagem porque ‘Garota Nota 100’ é uma das músicas que gosto muito e não poderia faltar no meu álbum”, continuou.

“Eu chorei no ‘Garota Nota 100’, cantando a música, no final eu choro. Eu tava sentindo meu pai do meu lado. Ali eu me emocionei ali de um jeito que eu nem sei explicar”, confessou cantora.

Mais novidades

Apesar de estar se aventurando em um novo ritmo, Jojo garante que não abandonará a música pop e o funk que a fizeram conhecida em todo o mundo.

“Não vou deixar de fazer música animada, tem música minha vindo aí. Tem música do pop vindo aí, tem música do funk vindo também, eu vou estar nas duas vertentes. Vou tá dando seguimento na Jojo funkeira, cantando de tudo”, prometeu.

Jojo Todynho
Foto: Divulgação

Além disso, Jojo prepara o lançamento de uma segunda parte do “Jojo Como Você Nunca Viu”, com ainda mais clássicos do samba e canções que ela gosta como “Codinome Beija-flor”, de Cazuza. O projeto também ganhará um audiovisual. “Não posso dar muitos detalhes, mas vai ter um DVD aí maravilhoso”, soltou.

Para além disso, Jojo ainda prepara uma turnê internacional. “Temos projetos futuros de turnê fora do Brasil. Vai ter um Jojo aí pelo mundo”, confirmou.

Mas, no fim, a artista segue com a mensagem que quer passar com o novo trabalho, como afirmou ao responder o iBahia: “A importância vem de lembrar e nunca esquecer de onde a gente a gente saiu. Eu volto de cabeça erguida, se tiver que vender bala no sinal, eu vendo. A vida é isso aí, altos e baixos”.

Leia mais sobre Celebridades no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias