Maitê Proença e Adriana Calcanhotto terminaram após declaração polêmica e exposição demais; cantora não segue mais atriz


Foto: Redes Sociais

Uma declaração descontextualizada pode ter sido o gatilho para o término entre Maitê Proença e Adriana Calcanhotto. A atriz e a cantora romperam após 11 meses juntas. No final de junho, logo depois de passar o Dia dos Namorados com Calcanhotto na Itália, Maitê disse numa entrevista que seria mais fácil para ela se a namorada “fosse homem”. Repercutiu mal e ela foi acusada de lesbofobia. Mesmo esclarecendo, a resposta não foi bem digerida. Nem pelos fãs do casal, nem por Adriana.

Adriana passou meses numa turnê e isso também as distanciou, conta uma fonte. O fim da relação foi comunicado aos amigos mais íntimos, já que Maitê e a cantora não costumavam expor o namoro em redes sociais ou eventos públicos. Mas não acabou tão bem assim.

Adriana parou de seguir Maitê, que ainda segue a cantora. Mas um comentário, há alguns dias no perfil da atriz, já denunciava que algo não ia bem. Um fã decidiu opinar sobre a declaração de Maitê. “Mimimi desse povo condenar você porque disse que preferia que a Adriana fosse homem. Você disse num contexto de vida, das suas preferências passadas, do amor ser por pessoas e não pelo sexo da pessoa apenas. Cansada de mimimi, não se pode falar mais nada, que coisa desagradável essa interpretação julgadora de pessoas que se dizem tão abertas”, escreveu. Maitê respondeu com um emoji, concordando.

Maitê e Adriana Calcanhotto se envolveram depois de serem apresentadas por José maurício Machline, um dos melhores amigos e ex da atriz. Foi na casa dele, em Angra dos Reis, que o romance começou e depois revelado em setembro do ano passado.

Algumas postagens da atriz também acenderam o alerta em quem acompanha o casal pelas redes sociais. “Errei comigo de tanto querer acertar com os outros”, postou Maitê nos stories, usando um card de outro perfil.

Leia mais sobre Celebridades em iBahia.com e siga o portal no Google Notícias

Veja também: