Mulher é notificada após postar montagem de conversa com Hulk


Uma mulher foi notificada extrajudicialmente pela assessoria jurídica do jogador Givanildo Oliveira, mais conhecido como Hulk, após postar no Instagram uma imagem sugerindo um envolvimento amoroso com o camisa 7 da Seleção Brasileira. Segundo o G1 São Paulo, a imagem mostra uma suposta conversa através do aplicativo Whatsapp, onde Hulk teria mandado mensagens como, por exemplo, alegando estar com saudades. A notificação foi recebida na última quinta-feira (3).

De acordo com a publicação, o escritório de advocacia que presta assessoria para o jogador alegou que a montagem dá a intenção de dar a entender um envolvimento amoroso com o jogador, assim como a legenda dada pela mesma na imagem. A postagem foi feita pela relações públicas Larissa Alves, no último sábado (28), dia em que o Brasil enfrentou o Chile pelas oitavas da Copa.

Veja também:
Bruna Marquezine é vista aos prantos após a notícia de que Neymar havia fraturado vértebra
Galeria: confira as melhores imagens antes do início de Holanda x Costa Rica
Neymar dá depoimento em vídeo após lesão; assista
Saída de Neymar da Copa do Mundo vira piada nas redes sociais

Larissa negou, em entrevista ao site, que fosse responsável pela produção da imagem, alegando que havia apenas replicado de outro usuário do Instagram, aplicativo de compartilhamento de fotografias na internet. Ela considerou a iniciativa do escritório exagerada e também se disse lisonjeada por, no meio de tantas mulheres que postam brincadeiras com relação ao jogador, ser a única acionada.

Já a advogada de Hulk, Marisia Alija, disse ao G1 São Paulo que não só Larissa, como outras pessoas também foram notificadas e que a ação é comum no referido caso. Ainda segundo ela, não há problemas com brincadeiras em relação ao jogador, desde que não interfira no espaço dele, uma vez que Hulk é casado, pai de dois filhos pequenos e provedor de seus familiares.

A imagem foi retirada após o pedido, mas a notificação prevê ainda uma postagem de esclarecimentos e desculpas. Caso não haja, serão cobrados judicialmente uma punição pelo crime, indenização por danos morais e patrimoniais, além de lucros cessantes.