Menu Lateral Menu Lateral
iBahia > notícias > saúde
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Evento acadêmico

Congresso em Salvador trará robôs usados para tratar câncer urológico

Principais robôs para usados para tratar câncer de próstata, rim e bexiga em todo o mundo serão apresentados no 39º Congresso Brasileiro de Urologia

Iamany Santos • 17/11/2023 às 21:25 • Atualizada em 18/11/2023 às 1:15 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

Os principais robôs utilizados nos tratamentos de cânceres urológicos serão apresentados pela primeira vez na Bahia, durante a 39º edição do Congresso Brasileiro de Urologia. O evento será realizado entre os dias 18 e 21 de novembro, no Centro de Convenções, em Salvador.


				
					Congresso em Salvador trará robôs usados para tratar câncer urológico
O 39º edição do Congresso Brasileiro de Urologia será realizado entre os dias 18 e 21 de novembro, no Centro de Convenções, em Salvador. Foto: Divulgação

Os robôs DaVinci, Versius e Hugo RAS são as três plataformas robóticas mais utilizadas para tratar cancêr de próstata, rim e bexiga em todo o mundo. Mais de 3 mil médicos brasileiros e estrangeiros participarão do evento e irão debater as principais novidades sobre diagnósticos e tratamentos de doenças urológicas.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Leia mais:

Cursos, palestras, exposições e simpósios fazem parte da programação. Como o 39º CBU2023 acontece durante a Campanha Novembro Azul, ele terá foco na saúde do homem. Segundo informações do Instituto Nacional do Câncer (Inca), mais de 71 mil homens receberam o diagnóstico da doença ainda este ano no Brasil, sendo mais de 6.500 somente na Bahia.

Além disso, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens acima dos 45 anos, porém tem altas chances de cura em 90% dos casos quando diagnosticada precocemente.

“O sistema robótico revolucionou as cirurgias minimamente invasivas por permitir aos médicos realizar procedimentos com pequenas incisões e precisão aprimorada, o que oferece importantes benefícios aos pacientes, como recuperação mais rápida e menor risco de complicações pós-cirúrgica. Atualmente, existem mais de 100 plataformas robóticas espalhadas pelo Brasil e mais de 120 mil cirurgias já foram realizadas utilizando essa tecnologia”, afirma o urologista Lucas Batista, coordenador do Departamento de Cirurgia Robótica da Sociedade Brasileira de Urologia e chefe do Serviço de Urologia da Universidade Federal da Bahia.

*Sob supervisão da editora Mayra Lopes

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM SAÚDE :

Ver mais em Saúde