Menu Lateral Menu Lateral
iBahia > notícias > saúde
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Aumento de casos na Bahia

Descubra os fatos e desvende os mitos: saiba tudo sobre catapora

Sesab contabilizou 443 casos da doença em todo o estado em 2023

Redação iBahia • 16/08/2023 às 11:22 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

				
					Descubra os fatos e desvende os mitos: saiba tudo sobre catapora
Foto: Canva

A alerta epidemiológico feito pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica, sobre o aumento de casos de catapora no estado, gerou uma série de questionamentos e dúvidas relacionados a doença.

Até o dia 12 de agosto deste ano, a Sesab contabilizou 443 casos da doença em todo o estado, dado que levanta preocupação da população quanto aos cuidados a serem tomados.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Leia mais:

O iBahia reuniu cinco fatos sobre a doença e os mitos e verdades sobre a catapora com informações do Ministério da Saúde.

O que é a catapora? A doença infecciosa, que tem o nome científico de Varicela, é altamente contagiosa e é causada pelo vírus Varicela-Zoster. Geralmente benigna, a doença se manifesta com maior frequência em crianças e tem incidência no fim do inverno e início da primavera.

O Ministério da Saúde não apresenta dados consistentes sobre a incidência de varicela no Brasil, uma vez que somente os casos graves internados e óbitos são de notificação compulsória.

A estimativa dada pela pasta é de cerca de 3 milhões de casos ao ano. O período com maior número de internações aconteceu entre 2006 e 2016, onde variou de 4.200 a 12.600 por ano no Sistema Único de Saúde (SUS).

As regiões com maior número de internações foram Sudeste e Nordeste.

Catapora atinge só crianças: MITO. Apesar de se manifestar com maior frequência em crianças, tendo registro de alta de casos no fim do inverno e início da primavera, a doença, causada pelo vírus herpes zoster, se manifesta em adultos e idosos, independente da idade.

Gestantes não podem tomar vacina contra catapora: VERDADE. A imunização contra a doença é contra indicada para grávidas. A recomendação é que, caso a gestante não seja imune, ela se vacine logo após o parto.

É possível contrair a catapora mais de uma vez: MEIA VERDADE. De acordo com o Ministério da Saúde, uma vez adquirido o vírus Varicela, a pessoa fica imune à catapora. No entanto, o vírus permanece no nosso corpo a vida toda, podendo ser reativado e causando o Herpes-Zoster, conhecido também como cobreiro.

Todas as lesões da catapora deixam cicatrizes: MITO. As cicatrizes são causadas quando não se tem cuidado com as bolhas da catapora. Geralmente, as marcas costumam sumir com o tempo, no entanto, caso as bolhas sejam estouradas ou as lesões fiquem expostas ao sol, é possível que deixem cicatrizes.

Catapora é transmitida por contato com lesões de pele: MITO. Raramente há contágio pelo contato com lesões. A doença é transmitida por meio do contato com o líquido da bolha ou pela tosse, espirro, saliva ou por objetos contaminados pelo vírus, ou seja, contato direto ou de secreções respiratórias.

Pessoas com catapora não devem ter contato com bebês: VERDADE. É necessário evitar o contato com recém-nascidos, mulheres grávidas e qualquer indivíduo que esteja com imunidade baixa, para evitar o contágio da doença que nestes casos podem se apresentar de forma mais grave.

Catapora pode ocasionar em infecção no ouvido. pneumonia e inflamação no cérebro: VERDADE. Caso não tratado da forma correta, ou se o quadro da catapora for mais severo, as três doenças estão na lista de complicações geradas pela catapora. A encefalite, inflamação no cérebro, pode chegar a ser fatal caso não seja tratada.

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM SAÚDE :

Ver mais em Saúde