Cine Excelsior, na Praça da Sé, será restaurado para virar centro de convenções


Foto: Reprodução

A Arquidiocese de Salvador e Prefeitura de Salvador firmaram convênio para restauração do prédio do Cine Excelsior, na Praça da Sé, no Centro Histórico da capital baiana. A assinatura do acordo acontecerá na segunda-feira (19).

O investimento na restauração do prédio está orçado em torno de R$ 20. A proposta é que o espaço vire um centro de convenções com espaço para eventos e festas, o que ajudará para a sustentabilidade do Palácio da Sé. A reforma acontecerá a partir de uma Parceria Público Privada (PPP).

Embora não seja tombado, o prédio do Cine Excelsior está em um local conhecido como “circuito de tombamento”.

Este passo que daremos é de uma importância singular, pois é um resgate da história do Centro Histórico de Salvador. É mais um presente que a Arquidiocese de São Salvador da Bahia, em parceria com a Prefeitura Municipal, vai oferecer à cidade. Em 2018 aconteceu a entrega do Palácio da Sé, após ser restaurado, e agora vamos ter mais um equipamento à serviço da comunidade”, afirma o presidente do Centro Cultural Palácio da Sé Dom Sebastião Monteiro da Vide e membro da diretoria da Congregação Mariana de São Luiz, cônego José Abel Pinheiro.

“A proposta é que, após revitalizado, o prédio do Cine Excelsior abrigue um Centro de Convenções, com espaço para eventos e festas, o que ajudará para a sustentabilidade do Palácio da Sé. Sem dúvidas, é um presente, é uma vitória!”, completou.

Cine Excelsior

Primeiro cinema católico da Bahia, o Cine Excelsior foi inaugurado em 17 de abril de 1935, ocupando o lugar do Cine São Jerônimo. Pertencente à Congregação Mariana de São Luiz, o espaço foi fundado pelo frei Hildebrando Kruthaupse, e tinha como objetivo arrecadar recursos financeiros para a manutenção da ação evangelizadora dos franciscanos, em Salvador.

Após inúmeras dificuldades financeiras, na década de 1980 o Cine Excelsior foi arrendado, passando a exibir filmes completamente contrários à proposta original, o que levou a Congregação Mariana de São Luiz a informar, por meio de comunicado na porta principal, que não estava responsável por tais exibições. O cinema foi fechado no fim desta mesma década.

Leia mais sobre Salvador no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias.