Salvador

Suspeito de matar técnico na Ribeira discute na rua após crime

Imagens feitas com celular mostram o suposto autor do crime em uma discussão, na rua atrás do local do crime

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em
Um homem suspeito de atirar e  matar o técnico de informática Fábio Luiz dos Santos Carmo,  de 33 anos, no sábado (18) , aparece um vídeo em que discute com um grupo de pessoas, na rua atrás da pizzaria, no bairro da Ribeira, local onde técnico foi morto.As imagens, feitas com celular, mostram o suposto autor do crime em uma discussão com um grupo de pessoas.  É possível identificar um homem de bermuda branca e outro de calça escura discutindo. "Dudinha" é o apelido da vítima.  - Você matou Dudinha, véio, diz um dos rapazes quando o grupo está ao lado de um carro branco
- Calma, não, diz o rapaz de bermuda branca.
-  Márcio, Márcio, Márcio. Você conhece o cara. (...) O cara tomou três tiros. Ele morreu, véio, continua o homem de bermuda branca, já exaltado.

Algumas pessoas do grupo se afastam e os dois seguem na discussão:- Não me pegue, não.  Agi pelo certo. Você errou e acabou, diz o homem identificado na imagem de bermuda branca.

Um dos homens responde com palavrão e é repreendido:

- Epa! Modere seu linguajar.

No vídeo, é possível ver o homem de bermuda branca se afastar e dizer:

- Você vai se f... sozinho, parceiro, grita o rapaz de bermuda branca, já bastante irritado.

O homem que está de camisa preta e calça jeans parece responde:

- Beleza,  eu vou pegar o carro ali agora e volto.

 De acordo com a Polícia Civil, as imagens foram encaminhadas para o Departamento de Polícia Técnica ( DPT) , onde devem ser tratadas para auxiliar na identificação do suspeito do crime. De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi “tomar satisfação, resultando em uma acalorada discussão.

No dia do crime, três homens estavam próximos ao grupo. Um deles comprou um champanhe e, ao estourar a garrafa, além de molhar todos ao redor, acertou uma das meninas com a rolha. “Fábio foi lá falar com eles. Mas foi tudo numa boa, eles pediram desculpa e ainda abraçaram ele”, lembrou a amiga de Fábio,  Hanna Moraes, 26, que estava no local.