Em Salvador

Em comemoração aos 60 anos, Goethe-Institut inicia programação especial aberta ao público nesta quarta-feira (29)

Comemorações seguem até o mês de setembro

Redação iBahia
29/06/2022 às 15h17

4 min de leitura
Foto: Divulgação

O Goethe-Institut Salvador-Bahia celebra seus 60 anos com uma programação especial a partir desta terça-feira (29), às 19h, no Teatro do instituto, localizado no Corredor da Vitória.

O primeiro encontro será por meio de evento nomeado “Atemporalidades – Ciclo de Debates”, mediado pela arquiteta Alejandra Muños e o gestor cultural Márcio Meirelles.

As comemorações seguem até setembro, com seis momentos de debates sobre assuntos que aparecem recorrentemente nos eventos realizados no Goethe-Institut Salvador-Bahia ao longo dos anos.

Confira a programação completa:

29 de junho, 19h:

Cultura e cidade – Quo Vadis Salvador? (Para onde vais, Salvador?)

O Goethe-Institut acompanhou o movimento de transformações estruturais e inter-relação nos últimos sessenta anos, também participando dele. Nesta mesa, a pergunta se volta para o futuro da relação cultura e cidade. Para onde vais, Salvador?

  • Mediação: Profa. Dra. Alejandra Muñoz (UFBA)
  • Convidados: Márcio Meirelles, Igor Queiroz e Prof. Dr. Francisco Senna (UFBA)

13 de julho, 19h:

Bahia e sua herança afrobrasileira

O tema do bate-papo será a cidade de Salvador como um território de encruzilhada, no qual diferentes povos vindos de África, Europa, além de populações indígenas locais confluíram para a construção de uma identidade e de uma história.

  • Mediação: Prof. Dr. Moises Alves (UEFS)
  • Convidados: Prof. Dr. Ayrson Heráclito (UFRB), Deisiane Barbosa, Goya Lopes e Zulu Araújo

27 de julho, 19h:

Língua estrangeira no contexto da crescente globalização e do turismo

A crescente globalização verificada ao longo das últimas décadas e o turismo internacional, proporcionado pela facilidade de circulação de pessoas globalmente, gera novos mercados e fomenta relações culturais, comerciais e de oportunidades em todas as áreas. As línguas estrangeiras jogam um importante papel nessa dinâmica.

  • Mediação: Dra. Petra Schaeber – Cônsul Honorária da Alemanha na Bahia

17 de agosto, 19h:

Desenvolvimento urbano e sustentabilidade

A principal pergunta feita nesta mesa é: Como Salvador está se movimentando neste cenário? No caso de uma cidade, o desenvolvimento urbano dessa, espera-se, deve estar em consonância com uma visão que considera a sustentabilidade em todos as suas dimensões (econômica, social, cultural, ambiental, tecnológica e etc).

  • Mediação: Ed Santana
  • Convidados: Ivana Magalhães, André Fraga, Prof. Ms. Dilton Lopes Júnior e Luis Gaban

14 de setembro, 19h:

Uma cidade para todes – Diversidade

Salvador é uma cidade para todes? Nesse sentido, a mesa pretende incluir vozes de grupos como o da população idosa, pessoas portadoras de deficiências, além das comunidades LGBTQIA+ e negra para tentar responder a esta pergunta.

  • Mediação: Drando. Eder Luis Santana
  • Convidados: Ednilson Sacramento e Keyla Sympson

21 de setembro, 19h:

Um tal teatro – Desenvolvimento dramático entre 1960 e hoje

A Escola de Teatro da UFBA figura entre uma das mais antigas do Brasil e a tradição teatral de Salvador é um tópico relevante na história do teatro brasileiro. A mesa refletirá sobre esse histórico pontuando momentos importantes e a participação do Goethe-Institut.

  • Mediação: Dr. Aldri Antônio Alves da Anunciação
  • Convidados: Prof. Dr. Raimundo Matos Leão (UFBA), Profa. Dra. Carmen Paternostro Schaffner (UFBA) e Prof. Dr. Celso Junior (UFRB)

27 de setembro, 19h:

O que vem após do Jorge Amado? Literatura no Nordeste

A mesa pretende debater a literatura contemporânea na Bahia e no Nordeste. Com a pergunta provocadora: “O que vêm após Jorge Amado?” espera-se mostrar o quanto de rica literatura vem sendo produzida.

  • Mediação: Marielson Carvalho
  • Convidados: Ordep Serra, Rita Santana, Itamar Vieira Junior e Luciany Aparecida

Leia mais sobre Salvador no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias