Menu Lateral Menu Lateral
iBahia > salvador
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Pituaçu

Jogadoras são agredidas por torcedores do Bahia em estádio de Salvador

Atletas esperavam início do clássico entre Bahia x Vitória, válido pelo Campeonato Baiano Feminino, em Pituaçu

Redação iBahia • 22/08/2023 às 14:12 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

				
					Jogadoras são agredidas por torcedores do Bahia em estádio de Salvador
Foto: Reprodução/TV Bahia

Duas jogadoras de futebol foram atacadas por torcedores do Distrito Feminino, uma das torcidas organizadas do Bahia, no estádio de Pituaçu, em Salvador. A situação acontece no sábado (19), antes do clássico entre Bahia x Vitória, válido pelo Campeonato Baiano Feminino.

As jovens, que decidiram não revelar a identidade, foram assistir a partida com amigas. As agressões ocorreram 10 minutos após a chegada delas nos estádios.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Leia mais:

De acordo com as vítimas, as agressoras as observaram e se juntaram para agredi-las. A mãe de uma das jogadoras, que também preferiu não revelar a identidade, afirmou que nunca tinha deixado a filha ir em um jogo de futebol por causa da segurança.

"Ela disse que tinha conversado com o técnico, ele deixou ir, desde que ficasse distante e com roupas neutras. Aí eu permiti e mandei ela ter cuidado", contou.

Em relato para a mãe, a jovem agredida disse que levou vários socos e foram mandadas embora pelas agressores.

“Já foram socando, mandando sair e dizendo vários palavrões. Elas tentaram sair, mas as torcedoras estavam agredindo”.

Nesse momento, conforme a mulher, policiais militares pediram para que as jogadoras saíssem do estádio.

“Os policiais vieram para cima da gente, mandando a gente sair, como se a gente tivesse culpa. Que polícia é essa? Eles estavam ali para proteger e não fizeram nada”, contou a atleta para a mãe.

A jogadora também disputa o mesmo campeonato. O time dela fez uma partida no domingo (20).

“Ela está com muito medo, tanto que no outro dia ela teve jogo e jogou muito mal. Ela acordou e disse que não conseguiu dormir, porque não conseguiu fazer nada para ajudar as amigas”, afirmou a mãe da atleta.

Por causa das agressões, a mãe da jogadora afirmou que foi a primeira e a única vez que a jovem foi assistir um jogo no estádio.

“Minha filha é uma atleta, ela precisa e gosta de ver jogos, mas ela não quer mais. Eu também não tenho mais coragem de deixar ela ir”.

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM SALVADOR :

Ver mais em Salvador