Médico suspeito de agredir companheira volta a ser preso em Salvador por não pagar pensão alimentícia


Foto: Divulgação / Polícia Civil

O médico Daniel Sadigursky foi preso novamente na segunda-feira (20) em Salvador por falta de pagamento da pensão alimentícia dos seus filhos. O ortopedista havia sido preso em dezembro de 2021 suspeito de agredir a companheira.

De acordo com a Polícia Civil, o mandado de prisão do médico foi cumprido pela Coordenação de Polícia Interestadual (Polinter). Ele está, provisoriamente, na carceragem da unidade, onde aguarda transferência para o sistema prisional.

Daniel foi detido foi preso em flagrante por agredir em 4 de dezembro de 2021 a companheira. Ela foi detido por policiais militares após vizinhos ouvirem a vítima pedir socorro, na Pituba, em Salvador.

O caso foi tipificado como lesão corporal, no âmbito da Lei Maria da Penha. Em março deste ano, o Tribunal de Justiça da Bahia recebeu a denúnia oferecida pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) contra o médico.

O inquérito foi concluído e Daniel respondia pelo crime em liberdade, após pagar fiança. A audiência de instrução e julgamento do caso foi marcada para o dia 25 de julho, pela Justiça.

Leia mais sobre Salvador no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias

Veja também: