Médicos do Samu entram em greve a partir da próxima terça-feira


Os médicos reguladores e intervencionistas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) entram em greve por tempo indeterminado a partir das 7h da próxima terça-feira (14). A decisão foi tomada por unanimidade em assembleia realizada ontem. 
Durante a greve será mantido o funcionamento permanente de um contingente de 30% dos médicos responsáveis pela regulação e intervenção. Segundo o Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed-Ba), uma nova assembleia será realizada um dia antes do início da greve, no dia 13, para análise de uma possível resposta do governo.
A categoria reivindica melhores condições de trabalho, contratação de novos profissionais e reajuste de salário. De acordo com o presidente do Sindimed-BA, Francisco Magalhães, atualmente, os médicos do Samu recebem um salário de R$ 1.800, além de uma gratificação de 50%. 
Os médicos propuseram ao governo a implantação da isonomia salarial entre todos os vínculos médicos (estatutários, CLT, Pessoa Jurídica, REDA e TAC), com os estatutários tendo sua atual gratificação de 50% majorada para 200% sobre o vencimento básico. A categoria espera uma resposta da Secretária Municipal de Saúde à contraproposta apresentada no último dia 23.

Matéria original Correio 24h
Médicos do Samu entram em greve a partir da próxima terça-feira

Veja também: