Servidores da Caixa fazem protesto em Salvador após denúncia de assédio contra ex-presidente


Foto: Divulgação / Sindicato dos Bancários

Servidores da Caixa Econômica Federal fizeram uma manifestação em frente á sede da agência nas Mercês, em Salvador, nesta quinta-feira (30). A categoria denuncia casos de assédio e cobra melhorias no ambiente de trabalho.

O protesto aconteceu dois dias após as denúncias de assédio contra o ex-presidente da Caixa, Pedro Guimarães, que deixou o cargo na quarta (29).

O sindicato afirmou que recebe diariamente denúncias que empregados do banco têm sofrido assédios e pressões abusivas por metas.

Entenda o caso
Funcionárias da Caixa Econômica Federal denunciaram o então presidente do banco, Pedro Guimarães, de 51 anos, por assédio sexual. Por conta dos casos, há uma investigação correndo sob sigilo no Ministério Público Federal

Segundo relatos divulgados pelo Metrópoles, os assédios aconteceram durante compromissos profissionais, principalmente, durante viagens realizadas por Pedro Guimarães pelo país para acompanhar o programa Caixa Mais Brasil.

As funcionárias que trabalham diretamente com o gabinete da presidência da Caixa contaram que as abordagens começaram no fim do ano passado e incluem toques íntimos, investidas inadequadas e convites incompatíveis com a relação entre o presidente e as funcionárias.

Diante das denúncias, Pedro Duarte Guimarães oficializou o pedido de demissão da presidência da Caixa em um encontro com o presidente Bolsonaro na tarde desta quarta-feira (29).

Leia mais sobre Bahia no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias

Veja também: