Suspeito de envolvimento na morte de investigador da Polícia Civil é preso em Salvador


Investigador Fábio Malvar morreu no mês de outubro (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Um homem de 43 anos se apresentou, espontaneamente, na última quarta-feira (2), por possível envolvimento na morte do investigador de polícia Fábio Malvar, no dia 23 de outubro, bairro da Calçada em Salvador. De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), o suspeito teve um mandado de prisão temporária, por tentativa de homicídio, cumprido na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

A determinação judicial é referente a um crime realizado em junho. Entretanto, durante interrogatório, o suspeito confirmou que estava no local da morte do investigador, porém negou participação na morte do mesmo. Ainda segundo a Polícia Civil, os dados de inteligência analisados pelo DHPP contradizem a versão do homem.

Desde o crime, equipes do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) e do DHPP realizam ações investigativas. O suspeito já havia sido preso pelo crime de roubo, em 2015, chegou a ser condenado, mas responde em liberdade. Ele está custodiado em uma unidade policial de Salvador.

Apreensão da arma do crime

Durante mais uma ação da apuração sobre a morte do investigador Fábio Malvar, policiais civis do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) e do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) apreenderam uma arma que pode ter sido utilizada no crime.

A pistola 9 mm foi encontrada na Rua São José, na Liberdade, sem numeração e municiada com quatro cartuchos. O material foi encaminhado à sede do DCCP, para adoção dos procedimentos cabíveis, e deve passar por perícia.

Leia mais sobre Salvador no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias.