Suspeito de matar mulher com ajuda de amante na Barra diz que atirou acidentalmente após briga


Foto: Divulgação

O homem preso suspeito de matar uma mulher de 20 anos e abandonar o corpo dela na Roça da Sabina, na Barra, em Salvador, disse em depoimento à Polícia Civil que atirou acidentalmente após uma briga. A informação foi passada pela delegada Zaira Pimentel nesta quarta-feira (17), que investiga o crime.

Um dos suspeitos foi identificado como Gabriel, que namorava com a vítima Janaína Arcanjo Santos há cerca de quatro meses. Na terça (16), uma das suspeitas foi presa. Ela foi identificada como Ângela, e tem 19 anos. Segundo a polícia, ela também seria namorada de Gabriel.

“Ele sustentou no interrogatório que teria sido um disparo acidental. Ele declinou o motivo de não ter dado a socorro, mas foi firme em declarar que teria sido um disparo acidental”, afirmou a delegada.

As primeiras informações passadas pela Polícia Civil diziam que o corpo da vítima tinham marcas de bala. Posteriormente, a polícia voltou atrás e afirmou que Janaína tinha sido vítima de agressões.

De acordo com a delegada, Gabriel responde a vários processos e tinha um mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas na cidade de Montes Claros, em Minas Gerais.

“Ele tem uma infinidade de crimes, inclusive ele utilizava documento falso. Ele é do estado de Minas Gerais, também tinha mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas expedido pelo Estado de Minas Gerais”, disse.

Leia mais sobre Salvador no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias

Veja também: