Balanço

Vinte e quatro pessoas são presas e 12 foragidos são localizados durante São João na Bahia

Foragidos foram encontrados com auxílio do Reconhecimento Facial, utilizado pela primeira vez nas festas juninas, nas cidades Porto Seguro, Salvador, Itaberaba e Jequié

Redação iBahia
27/06/2022 às 13h57

2 min de leitura
Foto: Vitor Barreto / Divulgação

Vinte e quatro pessoas foram presas e 12 foragidos foram localizados pela operação da Secretaria de Segurança Pública da Bahia durante o São João.

Os foragidos foram localizados com auxílio do Reconhecimento Facial, utilizado pela primeira vez nas festas juninas, nas cidades Porto Seguro, Salvador, Itaberaba e Jequié, durante o esquema de segurança montado pela SSP.

O município de Porto Seguro liderou o número de localizados com oito prisões entre os dias 16 e 24 de junho. Os foragidos tinham mandados em aberto por homicídio, tráfico de drogas e associação ao tráfico, roubo e ausência de pagamento de pensão alimentícia.

Em Salvador, dois foragidos foram localizados e detidos na quinta-feira (23) e no domingo (26). Os dois eram procurados por roubo. Em Jequié e Itaberaba houve as prisões de um homicida e um procurado por furto, nos dias 18 e 24, respectivamente.

Outras ocorrências
Nas cinco noites de festa (22 a 26 de junho) não foi registrado nenhum crime contra a vida (homicídio, lesão corporal seguida de morte e latrocínio).

No mesmo período, foram computadas pela instituição 24 prisões em flagrante. Cinco armas de fogo e três armas brancas apreendidas, 41 lesões corporais, 251 furtos, seis roubos e uma importunação sexual registradas.

Fora dos circuitos, as ações resultaram na apreensão de um fuzil de fabricação americana, na quarta-feira (22), no bairro de São Gonçalo do Retiro, em incursões do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom).

Em uma outra diligência, no sábado (25), noventa e oito tabletes de maconha e cocaína avaliados em R$ 400 mil foram encontrados, em um imóvel, no bairro de Pituaçu, pela Rondesp Atlântico, 13ª Companhia Independente da Polícia Militar e pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco).

R$ 1 milhão em drogas (cocaína, maconha e haxixe) que seriam comercializados durante o período de festas juninas foram apreendidos, na última terça-feira (21), pelo Draco da Polícia Civil e unidades da PM, após informações da Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública.

Leia mais sobre Bahia no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias