Lúcia Veríssimo apresenta espetáculo 'Usufruto' em Salvador


Espetáculo ‘Usufruto’ será apresentado no Teatro Jorge Amado

Com direção de José Possi Neto, a atriz Lúcia Verríssimo apresenta ‘Usufruto’, que é seu primeiro texto para teatro, em Salvador. O espetáculo trata do inusitado e intrigante encontro entre uma mulher de 50 anos e um homem com trinta e poucos em um apartamento vazio de frente para o mar. A peça entra em cartaz no Teatro Jorge Amado, de 20 a 22 de setembro, sexta e sábado, às 22h, e domingo, às 20h. Os ingressos custam R$70 (inteira) e R$35 (meia).

Veja também:
Peça ‘Espelho para Cegos’ estreia no Teatro Vila Velha
‘A Partilha’, de Miguel Falabella, entra em cartaz no Teatro SESC – Casa do Comércio

‘Usufruto’ remete à intimidade desse encontro inesperado entre pessoas desconhecidas. O texto é um tributo a Roland Barthes, um dos mais importantes filósofos do nosso tempo, que definia seu próprio trabalho como o “saber com sabor”. E é desta forma que é conduzida montagem.

Os diálogos são ágeis e sarcásticos, recheados de humor e malícia, onde são discutidas questões eternas sob uma ótica contemporânea: amor, casamento, paixão e ética. Com formação em jornalismo, Lúcia sempre escreveu, mas não pensava em dramaturgia até 2005 quando, durante as tomadas da América, surge o espetáculo.  “Criei a peça nos intervalos das gravações da novela, incentivada por Rafael Calomeni e Gabriela Duarte. Usufruto nasceu envolto na poeira das madrugadas, no caminhão das externas”, conta Lúcia.

Coincidentemente o projeto dá continuidade no momento em que Lúcia volta à telinha. A atriz entrou na trama Amor à Vida (TV Globo) na pele da misteriosa Mariah, mãe biológica de Palloma (Paola Oliveira).

Em Usufruto a história se passa num apartamento à venda. Nele se encontram uma mulher de cinquenta anos, bela, sedutora, atraente, debochada, sem limites e um jovem e promissor arquiteto, entusiasta, sonhador, apaixonado e muito conservador. Eles disputam a compra do imóvel, e ela propõe um jogo, um jogo da verdade, no qual o perdedor desiste.

Essa relação reúne a universalidade à particularidade, especialmente à particularidade brasileira, onde essas duas pessoas, uma mulher misteriosa e decidida a conseguir o que quer e um jovem homem que tenta realizar um sonho jogando sinceramente. Sem jamais perder a leveza a peça é um dueto e um duelo.

Ficha Técnica
Texto –  Lúcia Veríssimo
Elenco – Lúcia Veríssimo e Claudio Lins
Direção – José Possi Neto
Produção local – Tom Tom Produções, Uns e Outros Produções e Marlucia Sie Produções
 
Usufruto
Local – Teatro Jorge Amado
Data – 20, 21 e 22 de setembro, sexta e sábado, às 22h, e domingo, às 20h
Valor – R$70 (inteira) e R$35 (meia)
Classificação indicativa – 12 anos
Informações – (71) 3525 9720 | 3525 9797