Transformação Digital

Geolocalização pode ser usada como estratégia para o seu negócio

Surgimento da inteligência geográfica tem permitido que as empresas façam uma análise detalhada de mercado de cada região

Especial de Conteúdo


Você já ouviu falar em geolocalização? Parece o nome de algum termo difícil saído da geografia, mas é algo que tem se tornado cada vez mais importante para as empresas. O conceito dele é simples: recurso que permite identificar a localização e o tipo de movimentação que os indivíduos fazem, através dos seus dispositivos, como computadores e smartphones.

O funcionamento da geolocalização acontece a partir de uma identificação e de um monitoramento desses dispositivos que estão conectados à internet. Essas informações podem ser processadas em softwares, que vão combinar variáveis para auxiliar na tomada de decisões das empresas.

O surgimento da inteligência geográfica tem permitido que as empresas façam uma análise detalhada de mercado de cada região. Isso é possível por meio da evolução das ferramentas de big data. Como consequência, facilitou-se a análise de informações sobre a rotina e translado da população de cada região, como principais rotas utilizadas, horários de pico e outras informações que são cruciais para investimentos urbanos.

De posse dessas informações, as empresas podem identificar as oportunidades possíveis em cada local, a partir de um planejamento estratégico, feito com base na análise de informações como tipo de estabelecimento comercial, pontos de interesse e zonas de riscos. “Todas as cidades com mais de 50 mil habitantes são mapeadas pela Oi”, esclarece Marcio Nogueira, especialista de produtos de negócios corporativos da empresa. Nogueira ressalta ainda que os dados de cerca de 45 milhões de domicílios e estabelecimentos podem ser encontrados nos Mapas da Oi.  

Assim, a união entre os serviços de geolocalização e as ferramentas de big data auxiliam às empresas nas suas mais diversas áreas. Essas duas ferramentas também permitem que as empresas pensem em mudanças e acompanhem o seu andamento em tempo real.

Tecnologias em alta
Os diversos dispositivos que utilizamos em nosso dia a dia geram dados que são disponibilizados na rede e tratadas pelas empresas, através do big data. Basta um dispositivo utilizar o GPS ou estar conectado à internet, que uma nova quantidade de dados é gerada.

Essas informações são fundamentais para o desenvolvimento de cidades inteligentes e de estratégias de marketing. Mas as empresas também podem se apossar desses dados para desenvolver suas próprias estratégias e realizar mudanças. Mas como funciona essa geolocalização? Quais são as tecnologias que estão envolvidas nesse processo?  

As informações de localização se tornam mais precisas com dados gerados por aparelhos que usam GPS e o cruzamento dessas informações com dispositivos da mesma região que também estejam conectados. O levantamento também pode ser feito baseado em um servidor. Pode-se usar o sistema de rastreamento do IP do equipamento ou obter mais informações por meio de formulários que solicitam o CEP.

Outra fonte de dados que ajuda na geolocalização é a atividade de check-in nas redes sociais que muitos usuários fazem. Quando você faz check-in em um determinado local, você gera dados sobre preferências e também sobre o engajamento do cliente com determinadas atividades ou marcas.

Há ainda os Beacons, que utilizam o Bluetooth Low Energy (BLE) para localizar outros dispositivos dentro de um determinado espaço. Esse dispositivo emite ondas inconstantes de rádio, por meio do BLE, que conseguem identificar o dispositivo do ambiente. Uma vantagem dele em relação ao Bluetooth comum é que consome menos energia.

Estratégia para o seu negócio
Muitas empresas estão despertando para as oportunidades que o uso em massa dos smartphones e outros dispositivos podem proporcionar ao seu negócio. Uma das principais vantagens da geolocalização para as empresas é a possibilidade de entender as necessidades do seu público, os melhores produtos para serem oferecidos em determinadas localizações e o  melhor momento para oferecê-los.
 
A geolocalização tem servido como um farol, guiando as empresas até onde está o seu público ideal. Também torna possível entregar mensagens específicas para um público mais segmentado. Isso serve, inclusive, como potencialização dos recursos da empresa, que vai impulsionar suas mensagens apenas para o público que tem interesse em recebê-las.

Essa estratégia também é bastante usada no varejo, permitindo que as companhias analisem uma localidade para entender se há público para a abertura de um ponto comercial e qual o melhor lugar para instalá-lo. Além disso, as informações obtidas facilitam a criar ofertas de serviços ou produtos que tenham maior aderência às necessidades do público daquela região.

Os aplicativos de geolocalização permitem também que as empresas melhorem a sua produtividade e a qualidade dos serviços prestados. Por meio desses aplicativos, é possível estimar com maior precisão os horários de entrega e encontrar possíveis rotas e desvios, além de antecipar as produções em dias de trânsito ruim.

E a geolocalização pode ser usada ainda em diversas outras áreas. Por exemplo, é através dela que lojas conseguem gerar estimativas instantâneas sobre os preços dos fretes, portais de notícias e sites podem alterar o idioma de forma automática após identificar em qual país o usuário está localizado e museus, cinemas e teatros conseguem divulgar suas programações voltadas paras as pessoas localizadas nas proximidades.