Menu Lateral Buscar no iBahia Menu Lateral
iBahia > turismo > bahia 417º
Whatsapp Whatsapp
BAHIA 417º

Ilha de Itaparica: como chegar, o que fazer, quando ir, onde ficar e onde comer

Ilha é dividida entre os municípios de Itaparica e Vera Cruz e possui algumas das praias mais famosas da Bahia

Redação iBahia • 14/12/2022 às 11:07 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

				
					Ilha de Itaparica: como chegar, o que fazer, quando ir, onde ficar e onde comer

				
					Ilha de Itaparica: como chegar, o que fazer, quando ir, onde ficar e onde comer

Uma das regiões que mais atraem turistas na Bahia é aquela banhada pela Baía de Todos-os-Santos. A maior baía tropical do mundo, famosa pelas águas calmas e cristalinas, possui  mais de 1.000 km2, 56 ilhas e 16 municípios que compõem o Recôncavo Baiano. Entre essas ilhas, a mais famosa é a de Itaparica.

Considerada a maior ilha marítima do Brasil, a ilha tem 239 km² de superfície e mais de 35 km de comprimento. A Ilha de Itaparica é dividida entre os municípios de Itaparica e Vera Cruz e possui algumas das praias mais famosas da Bahia.

Leia mais:

Neste guia, o turista, seja baiano, brasileiro ou de fora do Brasil, vai encontrar as principais informações para curtir a Ilha de Itaparica do melhor jeito - e para todos os bolsos. Aqui, você encontra como chegar neste paraíso, o que fazer, quando ir, onde ficar e onde comer, além de conhecer um pouco da história da região. Confira:


				
					Ilha de Itaparica: como chegar, o que fazer, quando ir, onde ficar e onde comer

História

Descoberta por Américo Vespúcio em 1501, Itaparica foi colonizada em 1560 pelos jesuítas, mas em 1510 já havia registrado a passagem do navegador português Diogo Álvaro Correia, o "Caramuru", que, ao casar-se com a princesa tupinambá "Paraguaçu", filha do cacique Taparica, formou a primeira família genuinamente brasileira.

O nome Itaparica, na linguagem tupi-guarani, significa "cerca feita de pedras", uma referência aos arrecifes de corais que bordejam a ilha e reduz a força das ondas. Isso explica por que suas praias têm águas rasas, mansas e mornas. Calmaria que faz desse pedacinho de terra bem preservado de mata atlântica, restingas e manguezais, um lugar bucólico, ideal para quem quer relaxar.

A região foi emancipada de Salvador em 8 de agosto de 1833 e elevada a cidade em 30 de julho de 1962. Posteriormente o município foi desmembrado em dois: o de Itaparica, equivalente a 15% da região e Vera Cruz, 85%.

Além da importância histórica e singularidade geográfica, a Ilha de Itaparica possui um conjunto histórico e arquitetônico dos mais aprazíveis, praias de águas mornas, folclore diversificado, artesanato próprio e culinária das mais apreciadas em todo o Brasil.

Como chegar na Ilha de Itaparica

É possível chegar à Ilha de Itaparica através do ferry-boat saindo de Salvador, assim como através do serviço de lanchinhas. Outra possibilidade é com lancha particular ou através de passeios fechados por agências. Apesar de ser uma ilha, é possível chegar em Itaparica por via terrestre. Confira as opções:

  • Ferry-boat, saindo do Terminal de São Joaquim, em Salvador

As embarcações saem do Terminal de São Joaquim, na Cidade Baixa, com destino a Bom Despacho. É possível fazer o trajeto como pedestre ou de carro. De segunda à sexta, o valor para pedestre é R$ 6,10. Nos finais de semanas e feriado, a tarifa aumenta para R$ 8,10.

O preço da travessia dos veículos varia de acordo com o tamanho do automóvel, variando de R$ 55 a R$ 70,20 (de segunda à sexta) e R$ 77,90 a R$ 99,20.

Há a possibilidade também de garantir a vaga através do serviço Hora Marcada. As vendas são feitas pelo site da Internacional Travessias. O trajeto dura, em média 2 horas e 20 minutos.

  • Lancha, saindo do Terminal Náutico, em Salvador

A lancha leva os turistas do Terminal Náutico, no Comércio, até até o Terminal Vera Cruz, em Mar Grande. A viagem dura 45 minutos e está disponível de hora em hora. 

Aos domingos e feriados, os valores das tarifas são, no sentido Salvador-Mar Grande, R$ 9,80. Já no sentido de Mar Grande para a capital a passagem custa R$ 8,20. De segunda-feira a sábado, de Salvador para Mar Grande: R$ 7,70 e no sentido inverso R$ 6,10.

  • Via terrestre saindo de Salvador

Saia de Salvador pela BR-101 até Santo Antônio de Jesus, siga até Nazaré das Farinhas, via BA-028, e, por último, percorre a BA-001, que liga Nazaré à ilha. O percurso, desde o início da BR-324 até o terminal de Bom Despacho, é realizado em cerca de 3h30 (270km).


				
					Ilha de Itaparica: como chegar, o que fazer, quando ir, onde ficar e onde comer

Quando ir

A Ilha de Itaparica é um destino para visitar o ano inteiro. De qualquer forma, vale saber que, entre os meses de abril e junho, há mais possibilidade de períodos de chuva, sendo o mês de maio considerado o mais chuvoso.

A alta temporada é o verão, entre os meses de dezembro a março. Se quiser bastante movimentação, essa é a época ideal. No entanto, caso busque mais tranquilidade, busque outros meses do ano.

O que fazer

  • Igreja de São Lourenço

Construída em 1610, em estilo Barroco à base de cal, pedra e óleo de baleia. São Lourenço é tido como o guardião das chuvas e ventos e é Padroeiro da Ilha de Itaparica. Em 1638, do púlpito dessa igreja, Padre Ferreira protestou contra a invasão da cidade pelos hereges da Holanda.

  • Forte de São Lourenço

Atual estação de desmagnetização da Marinha, o forte está localizado no extremo norte da ilha de Itaparica, no local anteriormente conhecido como Ponta da Baleia. A construção atual data de 1711, sobre um aterro contido por muros de contenção de alvenaria de pedra, que pode ser acessado através de um túnel em rampa. O antigo quartel da guarnição e a prisão são cobertos por cofres de barris.

  • Fonte da Bica

				
					Ilha de Itaparica: como chegar, o que fazer, quando ir, onde ficar e onde comer

Essa famosa fonte é, desde o Sécula XVI, referência para o abastecimento seguro de água. Em razão dela, na primeira metade do Séc. XX, Itaparica foi titulada estância hidromineral. Conhecida pela "pureza da água santa" e das propriedades minerais de sua água, é recomendada para cura de doenças, principalmente para os distúrbios digestivos. Sua principal propriedade medicinal é diurética. Por muito tempo também passou a ser chamada de “Fonte da Juventude”.

  • Casa de João Ubaldo Ribeiro

Para quem gosta de literatura, é uma parada obrigatória. João Ubaldo Ribeiro nasceu em Itaparica, o que é um motivo de grande orgulho à cidade. A casa do escritor é hoje o Centro Histórico de Itaparica.

  • Capelinha de Nossa Senhora

A capelinha fica também no Centro Histórico da cidade. Além de ser uma construção bonita, que encanta pela simplicidade e boa conservação, a vista do mar que é proporcionada pela capela é um espetáculo à parte.

  • Praias

Ponta de Areia

Famosa pelas águas calmas e fica ainda mais charmosa quando a maré baixa. É uma ótima opção de praia para quem está com crianças.

Cacha-Prego

A Praia de Cacha Pregos é uma vila de pescadores e, nos dias de semana, costuma ter menos pessoas do que aos fins de semana. É mais uma praia sem ondas.

Penha

A praia da Penha é uma das mais belas da Ilha, com águas cristalinas e sem ondas. A praia fica dentro de um condomínio, por isso o acesso precisa ser a pé ou com lancha. Não há estrutura de barracas.

Barra do Gil

Barra do Gil é um lugar paradisíaco, com águas cristalinas, mar calmo e uma paisagem exuberante.

Onde ficar

Em frente à praia, em Ponta de Areia, a Pousada Tropicalia oferece WiFi gratuito, um restaurante e bar. Excursões e passeios são oferecidos, e um estacionamento fechado está disponível.

Situada a 100 m do centro da vila de Mar Grande, A casa do Vizinho oferece um restaurante à la carte, WiFi gratuito em todas as áreas e um terraço.


				
					Ilha de Itaparica: como chegar, o que fazer, quando ir, onde ficar e onde comer

A Pousada Nel Blu está situada à beira-mar da Ponta de Areia e oferece um buffet de café da manhã gratuito, bem como um balcão de turismo. Para a sua maior comodidade, há Wi-Fi gratuito.

Localizada na cidade de Itaparica, a poucos passos da Praia Ponta de Areia, a Pousada Ponta de Areia oferece acomodações com restaurante, estacionamento privativo gratuito e bar. Localizada a cerca de 23 km do Elevador Lacerda, a pousada com Wi-Fi gratuito também fica a 24 km do Pelourinho. A pousada dispõe de quartos família.

A Pousada Coruja Branca está convenientemente localizada na Praia de Berlinque e dispõe de um restaurante, bar, espreguiçadeiras e música ao vivo. Para sua comodidade, o Wi-Fi e o estacionamento público são gratuitos.

Onde comer

  • Restaurante Águas Marinhas

Um ambiente intimista, com iluminação a meia luz e uma música para combinar com os sabores do mar. É dessa forma que o Restaurante Águas Marinhas recebe os seus clientes e indicam o Bacalhau do Chefe como sua melhor refeição.

Onde fica – Avenida Beira Mar, Marina de Itaparica

Funcionamento – De Segunda a domingo, das 11h às 22h

  • Pizzaria Montagner

Quando você for a Itaparica, o local certo é em Montagner. Utilizando a calçada que fica a um metro da praia calma de Itaparica, o estabelecimento oferece pizzas preparadas por italianos. Com massas leves, crocantes e saborosas, Montagner é referência em Itaparica quando o assunto é pizza.

Onde fica  – Centro, Vinte e Cinco de Outubro, 56 – Conj. Marina Village, Itaparica

Funcionamento – De segunda a domingo, das 17h até o último cliente

  • Restaurante Manguezal

Uma das principais rotas para quem faz turismo pelo mar na região de Itaparica, o Manguezal é o que podemos definir como a ‘Disney’ do paraíso. Redes para relaxar, passeios de barco pelo manguezal, passeios a cavalo e é claro, muita comida boa. Uma das boas opções para se comer no estabelecimento é o prato Camarão no Abacaxi, que tem um toque muito refinado quando se refere ao sabor e apresentação. 

Onde fica – Loteamento Nova Itaparica, entrando a direita da Praça Ubaldo Osorio Pimentel. Logo após é só seguir as placas, até chegar ao destino.

Funcionamento - das 9h às 17h (todos os dias)

  • Restaurante Siri Boia

Era nesse estabelecimento, na antiga gestão, que o escritor João Ubaldo Ribeiro fazia os seus livros e tomava suas cervejas. Quem visitar esse estabelecimento vai poder pedir todo tipo de refeição que vem do mar e saber como é ser bem tratado. O Siri Boia é uma das opções dos frequentadores da Praia do Forte, que fica bem próximo a Itaparica.

Onde fica  – Praca Ten Joao Das Botas 6 | Centro, Itaparica, Ilha de Itaparica, 

  • Restaurante O Marinheiro

Localizado em Ponta de Areia, tem como pratos mais pedidos as moquecas e a casquinha de siri. Com um ambiente bem praieiro, o Restaurante do Marinheiro é para aqueles dias que você vai sair com sua turma para pegar um bronze e depois apreciar uma boa comida.

Onde fica – Avenida Beira Mar, Ponta de Areia, próximo ao mercadinho Shaday, a cinco minutos do Ferry.

Leia mais sobre Bahia 417º no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias.

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM BAHIA 417º :

Ver mais em Bahia 417º