Carreira marcante

Da ‘Praça da Alegria’ ao ‘Programa do Jô’: relembre a trajetória de Jô Soares na televisão brasileira

Antes de assumir o formato do qual se tornou uma grande referência, o veterano teve passagens por diversos humorísticos e até experiência em novela

Redação iBahia
05/08/2022 às 7h35

3 min de leitura
Foto: Reprodução/ Globo

Considerada uma das figuras mais importantes do entretenimento na televisão brasileira, a carreira do apresentador, humorista, escritor, diretor e ator, Jô Soares, conta com mais de 60 anos de história e passagens por quase todas as emissoras nacionais.

Antes de assumir o formato do qual se tornou uma grande referência, o veterano, que teve a morte anunciada nas primeiras horas da manhã desta sexta (5), teve passagens por diversos humorísticos e até experiência em novela. Confira em fotos a trajetória do artista:

O veterano estreou na TV em 1956, como parte do elenco da ‘Praça da Alegria’, programa humorístico da RecordTV, onde ficou por 10 anos.

Foto: Reprodução/ Record TV

Na emissora, Jô também teve sua única experiência em novela, o folhetim ‘Ceará contra 007’ de 1965, considerada a trama de maior audiência do país naquela época.

Foto: Reprodução/ Record TV

O último trabalho de Jô na emissora foi no programa ‘Família Trapo’, onde além de atuar, roteirizava o programa ao lado de Carlos Alberto de Nóbrega.

Foto: Reprodução/ Record TV

Em 1971, Jô Soares ia para a Globo. Na emissora carioca, o apresentador participou de três programas antes de ter o primeiro solo. O primeiro trabalho na emissora foi com a sátira ‘Faça Humor, Não Faça Guerra’, em 1971.

Foto: Arquivo Globo

Em seguida, ao lado de Renato Côrte Real, Luiz Carlos Miele, Berta Loran e Agildo Ribeiro, o humorista participou de ‘Satiricom’ em 1973.

Foto: Arquivo Globo

No ano de 1976, Jô Soares fazia o ‘Planeta dos Homens’, uma sátira ao filme ‘O Planeta dos Macacos’.

Foto: Arquivo Globo

Em 1981, um dos momentos mais especiais da carreira do apresentador, a estreia do ‘Viva o Gordo’. O primeiro programa solo de Jô tinha direção de Walter Lacet e Francisco Milani e roteiros de Armando Costa.

Foto: Arquivo Globo

O programa também deu origem ao espetáculo de Jô ‘Viva o Gordo, Abaixo o Regime’, uma sátira ao Golpe Militar de 1964.

No ano de 1988, Jô Soares deixa a Globo e estreia no SBT com o programa ‘Veja o Gordo’, que tinha o mesmo estilo do que era feito no SBT.

Foto: SBT

No mesmo ano, a grande virada de chave, Jô Soares estreia seu primeiro programa no estilo talk show, a atração ‘Jô Soares Onze e Meia’, uma das mais importantes da grade da emissora, que ficou no ar por 11 anos.

Foto: Reprodução/ SBT
Foto: Reprodução/ SBT

O retorno de Jô Soares para a Globo acontece nos anos 2000. Na emissora, o veterano deu continuidade ao estilo talk show e ficou por 16 anos no ar com o ‘Programa do Jô’.

Foto: Reprodução/ Globo
Foto: Reprodução/ Globo
Foto: Reprodução/ Globo