Xô Mosquito

Saiba como diferenciar o mosquito da dengue da muriçoca

Dois insetos se alimentam do sangue humano e vivem mais sob forte calor e umidade, no entanto, as outras características são diferentes

Especial de Conteúdo

Oferecimento
Quem nunca se incomodou com uma picada de muriçocas? Ainda mais agora, em época de proliferação do aedes aegytpi, elas podem ser ainda mais incômodas pelo receio de ser o mosquito da dengue,. Mas, na verdade, existem poucas semelhanças entre os dois e muitas diferenças.

Os dois insetos se alimentam do sangue humano e vivem mais sob forte calor e umidade, como é o caso do clima em Salvador, por exemplo. No entanto, as outras características são diferentes.

Arte: iBahia

A primeira diferença básica é que o vírus da dengue, zika e chikungunya tem competência genética para infectar o mosquito aedes (caracterizado por ser preto com manchas brancas), já as muriçocas (são amarronzadas e pertencem a família cullex) e não possuem competência genética para transmitir o vírus.

Enquanto a muriçoca tem hábitos noturnos e costuma atacar neste período, quando entra nas casas, o aedes agypti vive no ambiente domiciliar e é mais ativo durante o dia, especialmente nas primeiras horas da manhã ou fim da tarde.

Outra diferença está na própria picada. A muriçoca costuma deixar, após a picada, a pele irritada, com coceira e vermelhidão. Já o aedes não deixa sinais, nem dor ou coceira. Além disso, o primeiro costuma fazer um zumbido e voa com menos agilidade, enquanto o segundo é silencioso e mais ágil.