História

Conheça o Travessa's, cachorro-quente mais famoso de Salvador

Sem delivery e sem redes sociais, cachorro-quente da lanchonete tem alguns diferenciais; confira

Redação iBahia
29/03/2022 às 19h00

5 min de leitura
Cachorro-quente é carro-chefe da lanchonete / Foto: Reprodução / Instagram As Melhores Coisas de Salvador

Entre acarajés, abarás, moquecas, pãezinhos delícia e tantas outras comidas típicas de Salvador, o cachorro-quente está longe de ser o carro-chefe da cidade. Mas um lugar, escondido em uma travessa do Santo Antônio, fez com que muitos soteropolitanos se apaixonassem pelo salgado de origem europeia, mas que se popularizou no Estados Unidos. 

A lanchonete Travessa’s – sim, o nome faz jus a localização – começou sua história em 1987, para atender a demanda de alunos do Colégio Divino Mestre, localizado na região. Ao perceber que os estudantes não tinham onde lanchar entre uma aula e outra, Ridalva Brito, que trabalhava no polo petroquímico de Camaçari, deu a ideia de abrir o local. 

Inicialmente, o Travessa’s ocupava apenas a garagem da casa da família Brito, e desde a sua inauguração vendia o que viria a ser o cachorro-quente mais famoso de Salvador. Durante muito tempo, o estabelecimento foi comandado por Ridalva e o marido Egídio, mas hoje é administrado pelo filho do casal, Daniel Brito, de 38 anos. 

A fama de hoje em dia não acompanhou o Travessa’s em toda sua história. Daniel acredita que a popularidade da lanchonete tem a ver com a popularidade do bairro. “O Santo Antônio foi ficando mais famoso e com isso, atraindo mais gente. Mas essa fama [do Travessa’s], é uma coisa mais recente”, contou. 

Travessa’s fica localizado no Santo Antônio / Foto: Reprodução / Instagram Dicas Locais Salvador
  • Sem publicidade 

Se tem um estabelecimento que pode dizer que a fama conquistada vem do boca a boca, este é o Travessa’s. É difícil acreditar que em pleno 2022 a lanchonete não tem uma rede social para chamar de sua e divulgar o já tão famoso cachorro-quente.  

Além de não ter uma página no Instagram, o Travessa’s também sobreviveu à pandemia sem aderir ao serviço de delivery. Depois de tantos soteropolitanos se sentirem órfãos do cachorro-quente, tornou-se possível dar uma passada na Travessa dos Perdões, número 65, para levar para casa o salgado. 

E se algum dia o sonho dos apaixonados pelo cachorro-quente do Travessa’s de poder fazer um pedido em casa vai se tornar realidade? Daniel não quis dar muita esperança. “No mesmo dia que fizemos o Instagram, o delivery sai [risos]”, brincou o dono do local.  

Mas se a lanchonete aparentemente não se preocupa com publicidade, a qualidade do produto fez com que eles ganhassem uma divulgação gratuita – e para lá de eficiente – do influenciador Iuri Barreto, dono do perfil “Guia do Soteropobretano”, que possui mais de 200 mil seguidores. 

O próprio Daniel citou o guia como fundamental para a fama do Travessa’s. Segundo ele, quando o local é divulgado no perfil, a procura costuma aumentar.  

Iuri é um apaixonado pelo cachorro-quente de lá e por isso faz questão de divulgar o local. Para ele, não é apenas o mais famoso, mas também o melhor da cidade. “Eu acho maravilhoso. O pão do Travessas é diferente, sempre foi diferente. Eles têm também um molhinho muito bom. Já faz parte da cultura pop da cidade, acho sensacional”, reforçou o influenciador.  

Segundo Iuri, o feedback dos seus influenciados em relação ao local é quase sempre positivo. Ele conta que alguns apontam que a qualidade do cachorro-quente caiu. No entanto, ele garante: “Eu particularmente continuo achando maravilhoso. Para mim, os defeitos do Travessa’s são não ter delivery e não ter um Instagram, porque se não estaria bombando muito mais. Até hoje eu ainda posto e perguntam ‘onde é isso, tem Instagram, qual é endereço?’”.  

  • Diferenciais 

O tal pão citado por Iuri talvez seja a explicação para a paixão dos soteropolitanos pelo cachorro-quente do Travessa’s. Isso porque ele é feito com um pão caseiro muito semelhante ao pão delícia – amado por 10 a cada 10 moradores de Salvador. Há quem diga, inclusive, que o que acompanha a salsicha da lanchonete é a iguaria soteropolitana, mas Daniel esclarece que não. 

“Parece, mas não é. É um pão caseiro, a mesma receita desde a abertura do Travessa’s. A gente vende pão delícia também, e não é o mesmo”, garante.  

Além do pão delícia, outros ingredientes do cachorro-quente são feitos na casa: a maionese é bastante elogiada e o molho também. Inclusive, dá para pedir o salgado de diferentes formas: com tudo ou sem nada – sim, é possível pedir sem salsicha e só com molho. Uma boa dica para os vegetarianos.  

Mas não só de cachorro-quente vive o Travessa’s. Como já ficou claro, trata-se de uma lanchonete e, com isso, outros salgados são vendidos, como quibe, coxinha e risole, pão delícia, bolinha de queijo e bacalhau, além dos docinhos o brigadeiro, o beijinho e o casadinho.

Questionado sobre o que experimentar além do carro-chefe, Daniel diz ser suspeito, mas dá a dica: “Gosto muito do risole de camarão”. Que tal? 

  • Serviço: 

Travessa’s Lanchonete 

Endereço: Tv. dos Perdões, 65 – Santo Antônio, Salvador 

Horário de funcionamento: 9h30 às 23h, diariamente