Documentos e computadores de investigados por fraude em negociação de imóveis e veículos na Bahia são apreendidos


Fotos: Haeckel Dias / Ascom-PC

Documentos, notebooks, computadores e outros dispositivos eletrônicos foram apreendidos em diversos escritórios ao longo das primeiras horas desta quinta-feira (18), durante a operação deflagrada contra um grupo suspeito de fraude em negociações de vendas de imóveis e veículos na Bahia.

De acordo com a Polícia Civil, ao todo, 28 mandados de busca e apreensão são cumpridos por 130 policiais. Batizada de Operação Falso Consórcio, a ação acontece em Salvador e nas cidades de Lauro de Freitas, que fica na região metropolitana, Cruz das Almas, no recôncavo do estado, e Vitória da Conquista, localizada no sudoeste baiano.

Na capital, a operação percorreu os bairros do Dois de Julho, Stiep, Rio Vermelho, Sussuarana, Amaralina, Valéria, São Cristóvão, Caminho das Árvores e as Avenidas San Martim e Paralela. Além de escritórios, as buscas também são realizadas em residências de suspeitos.

Em nota divulgada pela Polícia Civil, o diretor do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), delegado Arthur Gallas, que é responsável pela ação, destacou a importância da coleta do material que foi apreendido.

“As investigações são realizadas pelo DCCP sede, Delegacia do Consumidor (Decon), Delegacia de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes (Dreof). Estes materiais apreendidos vão esclarecer ainda mais os fatos apurados e colaborar para a prisão dos autores”, comentou.

Também participam da operação, os Departamentos de Inteligência Policial (DIP), de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e de Polícia Metropolitana (Depom).

Até a última atualização desta reportagem, não havia registro de prisões.

Leia mais sobre Bahia em iBahia.com e siga o Portal no Google Notícias.