Governo vai repor cisternas destruídas por incêndio em Maracás


As 830 cisternas destruídas por um incêndio em Maracás, no sudoeste baiano, neste final de semana, serão substituídas pelo governo federal, segundo informou o governo baiano nesta segunda-feira (15).

A reposição foi confirmada em reunião entre o diretor da Companhia Estadual de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), José Vivaldo Mendonça, e o prefeito de Maracás, Paulo dos Anjos, no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

As cisternas estavam armazenadas em um terreno da prefeitura de Maracás aguardando instalação quando foram atingidas pelas chamas. Segundo Mendonça, a substituição acontecerá imediatamente, dependendo somente da liberação do terreno pela perícia técnica. Os equipamentos foram adquiridos pelo Ministério da Integração, sob responsabilidade do CAR.

As causas do incêndio são investigadas pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) e pela Polícia Federal.  As cisternas têm capacidade para 15 mil litros de água.

Matéria original: Correio 24h
Governo federal vai repor cisternas destruídas por incêndio em Maracás; PF investiga