Homem é condenado a mais de 32 anos de prisão após matar ex-companheira com ‘chumbinho’ na Bahia


Foto: Reprodução Redes Sociais

A Justiça condenou a 32 anos, nove meses e 22 dias de prisão, em regime fechado, o acusado de matar a ex-companheira, no município de Rio Real, a cerca de 200 quilômetros de Salvador. Marilane Silva Souza, de 33 anos, foi morta pelo ex-marido Albérico Sales na véspera do natal, em 2016.

De acordo com o Ministério Público, Albérico assassinou Marilane por meio de envenenamento. O feminicídio aconteceu na frente dos filhos do casal, de 4 e 6 anos à época.

Ainda conforme a denúncia, a vítima já havia terminado o relacionamento de cerca de oito anos, mas o acusado não aceitou.

Em 2016, de acordo com o delegado Jobson Lucas Marques, titular da delegacia de Rio Real, que acolheu o caso, o homem utilizou a substância terbufós, um tipo de veneno conhecido como “chumbinho”, para causar a morte da vítima.

A acusação foi sustentada no júri pelo promotor de Justiça Áviner Rocha Santos e, por decisão da juíza Yasmin Souza da Silva, a prisão preventiva decretada contra o réu será mantida.

Leia mais sobre Bahia em iBahia.com e siga o Portal no Google Notícias.

Veja também: