Violência sexual

Homem é preso após se passar por líder religioso e estuprar 30 garotas alegando evolução espiritual na BA

Segundo a polícia, suspeito cometia os abusos há cerca de 4 anos, na cidade de Barra, no oeste do estado

Redação iBahia
24/05/2022 às 19h39

2 min de leitura
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um homem foi preso nesta terça-feira (24) suspeito de estuprar mais de 30 adolescentes na cidade de Barra, no oeste da Bahia. De acordo com a Polícia Civil, ele se passava por líder religioso e fingia realizar rituais com as vítimas para cometer os crimes.

Segundo a polícia, as vítimas tinham idades entre 12 e 18 anos, e eram obrigadas a vendar os olhos durante os abusos. O homem agia na cidade há cerca de 4 anos. Ele teve mandado de prisão cumprido após investigações sobre os crimes.

“O homem se utilizava da prática espiritual, passando-se por pai de santo, utilizando nomes de entidades para realização dos abusos sexuais nas vítimas. Para manter as meninas presas à rotina, o suposto líder espiritual dizia que realizava esses trabalhos para que elas evoluíssem espiritualmente”, explicou o delegado Jenivaldo Rodrigues, titular da Delegacia Territorial (DT) de Barra.

Ainda segundo o delegado, as adolescentes eram atendidas individualmente dentro de um quarto, onde tinham que tirar peças de roupas para ficar nuas, por determinação do suspeito. Além das 30 vítimas estimadas pela polícia, podem existir mais. “Solicitamos que quem frequentava o local procure a DT para realizar a denúncia”, explicou o delegado.

Após a prisão, o homem foi encaminhado para a carceragem da delegacia, onde ficou à disposição da Justiça. O caso é tratado como abuso sexual mediante fraude. As adolescentes estão sendo ouvidas na unidade.

Leia mais sobre Bahia em iBahia.com e siga o Portal no Google Notícias.