Polícia Civil realiza buscas no apartamento do empresário suspeito de atropelar dentista no sul da Bahia


Foto: Reprodução / Redes Sociais

A Polícia Civil realizou buscas, na terça-feira (12), dentro do apartamento do empresário Tharcísio Aguiar, suspeito de atropelar e matar a dentista Ranitla Bonella, de 23 anos, no trecho urbano da BA-001, na cidade de Ilhéus, sul da Bahia. De acordo com informações da corporação, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão nas residências do autor.

Documentos foram apreendidos para ajudar na elucidação do crime. Os policiais seguem em diligências para cumprir o mandado de prisão. 

O crime aconteceu no dia 11 de junho. Inicialmente, o suspeito chegou a se apresentar na delegacia, mas foi ouvido e liberado. O conteúdo do depoimento, que aconteceu no dia 13 de junho, não foi relevado. Entretando, ele se pronunciou sobre o caso nas redes sociais, e disse que fugiu do local do acidente por conta de ameaças de agressão.

O empresário relatou ainda que pediu socorro médico para a vítima, mas a versão é contestada pela família da jovem. Dias depois do ocorrido, Tharcísio teve a prisão preventiva decretada e como ele não foi encontrado pelos policiais foi considerado foragido.

Até a última atualização desta reportagem, o empresário segue sem ser localizado. Ainda segundo a polícia, a Justiça negou o pedido de liberdade feito pela defesa do condutor.

Foto: Reprodução / Redes Sociais

O acidente

Ranitla foi atingida por um veículo ao atravessar a rua em uma faixa de segurança em uma via urbana da BA-001, na cidade de Ilhéus. A jovem chegou a ser atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que foi acionado por pessoas que passavam no local, mas ela não resistiu aos ferimentos.

Em entrevista para a TV Bahia, a família pediu justiça. “Ele estava mais preocupado em saber se o carro estava amaçado do que tentar dar socorro a minha pequena, a minha filha. Sei que nada trará ela de volta, não quero me vingar de ninguém, eu só quero justiça”, disse o pai da jovem, Roberto Bonella.

O corpo de Ranitla foi velado na manhã de domingo, 12 de junho, e enterrado no início da tarde do mesmo dia no Cemitério Campo Santo, em Eunápolis.

“O que eu desejo é justiça. Nada nesse mundo vai trazer minha filhinha, meu anjinho de volta. Minha menininha de volta para eu cuidar, mas por favor me ajudem para que isso não aconteça com mais nenhuma mãe”, afirmou a mãe da dentista, Romênia Scaramussa.

A dentista era da cidade de Eunápolis e estava em Ilhéus para fazer uma especialização em ortodontia. Um das clínicas onde a dentista trabalhava lamentou a morte da profissional. Veja a postagem abaixo:

Leia mais sobre Bahia no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias