Prefeito questiona ação policial e discute com PMs após denúncia de som alto na Bahia: ‘Quem manda aqui sou eu’


Foto: Reprodução

O prefeito de Água Fria, Renan Araújo Barros (PL), viralizou nas redes sociais nesta semana depois de questionar uma ação e discutir com policiais militares, no município, que fica a 145 km de Salvador.

A situação aconteceu na noite do último sábado (17) e teria começado depois que a Polícia Militar foi acionada por causa de uma denúncia de som alto sendo reproduzido por um veículo em um bar.

O prefeito, que é conhecido como Renan de Ziza, estava no estabelecimento e não teria gostado da abordagem. Assista ao vídeo abaixo

No vídeo que circulou na internet, mostra que ele impediu que o carro fosse apreendido. Pelas imagens, o prefeito parecia consumir bebida alcóolica.

Durante a discussão, Renan se impõe como prefeito e diz que quem manda na cidade é ele. “O som não vai desligar enquanto o prefeito estiver aqui. Vai ficar ligado enquanto prefeito da cidade estiver aqui. O veículo é meu, passou a ser meu agora. Diga que o veículo do prefeito. E se vocês multarem, a prefeitura vai parar de dar apoio a vocês. Isso é uma falta de respeito”, diz em determinado momento.

Em determinado momento da gravação, o gestor chega a dar um tapa na mão de um dos policiais militares. Na hora, outro policial aparece e aparta a situação.

“Se recolham, vão para o batalhão. Vão atrás de vagabundo, deixa isso aqui. Vocês deveriam estar atrás de vagabundo, de ladrão. Essa coisa me deixa triste, eu estou revoltado. Vão atrás de vagabundo, vocês não enfrentam os marginais. O governante aqui sou eu, quem manda nessa p**** aqui sou eu. Entendeu? Eu mando aqui na cidade. Você pode ser policial no inferno, eu mando aqui. Me prenda, me bata vai me agredir?”, questionou o prefeito.

O que diz a PM

Em nota, a Polícia Militar da Bahia repudiou a ação do prefeito. No comunicado, a corporação classificou a atitude como grave e desrespeitosa. Confira a nota na íntegra:

A Polícia Militar da Bahia repudia veementemente a atitude grave e desrespeitosa do prefeito de Água Fria que desacatou os policiais militares da 97ª CIPM, durante o atendimento a uma ocorrência de perturbação do sossego (som alto), no último sábado (17) no município.

A corporação baiana enaltece a atitude e o equilíbrio emocional dos policiais militares por se manterem firmes e coerentes, conforme preconiza a técnica da Polícia Militar, diante do comportamento destemperado do alcaide.  

O Comando de Policiamento Regional Leste (CPRL) da Polícia Militar, responsável pela 97ª CIPM, já adotou todas as providências legais junto ao Ministério Público e à União dos Municípios da Bahia (UPB) para que as consequências do ato sejam imediatamente deliberadas.

A PMBA reafirma o seu compromisso com a população baiana na garantia das ações ostensivas e da preservação da ordem pública, e com a tropa, maior legado da instituição que honra a farda que veste e faz a diferença na sociedade”. 

O que diz a prefeitura

Já o prefeito, por meio das redes sociais da prefeitura, disse que o dono do carro foi injustamente abordado e que teria intervindo por ele por causa disso, mas lamentou o ocorrido. Veja na íntegra abaixo

O Prefeito Renan Barros lamenta, o ocorrido no dia 17, do mês em curso, com a guarnição da polícia militar no Municipio de Água Fria.

Contudo, diante da situação que presenciou, se viu, como cidadão e homem de bem, no direito de defender um Munícipe Aguafriense que estava injustamente sendo abordado e tendo seu veículo multado, sem qualquer motivação para tanto, em nítido ato de abuso de autoridade (Lei n. 13.869/19).

Como todos sabem, compete ao município regular e disciplinar as atividades desenvolvidas no seu território e, naquela localidade, não havia qualquer violação à legislação.

Não há que se falar em perturbação do sossego e da ordem pois não havia qualquer reclamação ou denúncia que tivesse motivado a atuação da guarnição da PM.

Apesar dos ânimos exaltados, o Prefeito manifesta seu respeito à instituição Polícia Militar e a reconhece a sua importância para a sociedade.

Jamais foi sua intenção desrespeitar qualquer dos agentes públicos envolvidos no fato. Porém, o Prefeito jamais será omisso na defesa dos direitos dos cidadãos aguafrienses“.

Leia mais sobre Bahia no ibahia.com e siga o portal no Google Notícias