Projeto que prioriza advogados em bancos causa polêmica


Um Projeto de Lei aprovado na Câmara dos Vereados de Juazeiro, no norte da Bahia, que dá prioridade a advogados em atendimentos em bancos tem causado polêmica na cidade. 

O PL 3.721 prevê, no artigo 1, que é obrigatório o atendimento aos profissionais devidamente inscritos nos quadros da Ordem dos Advogados do Brasil-OAB e que estejam representando clientes. Já no artigo 2, diz que "nas agências bancárias e nas repartições públicas abrangidas pela Lei deverá ser mantido um guichê exclusivo e ou pessoal reservado ao atendimento prioritário dos respectivos advogados".

De acordo com a OBA subseção de Juazeiro, a lei tem como objetivo de "auxiliar os advogados e advogadas a resolverem com mais brevidade as situações que envolvem seus clientes" e que a mesma "só poderá ser aplicada quando o advogado(a) estiver no exercício da profissão". Ressalta ainda que "não será dada a prioridade a que a lei se refere nos casos em que os advogados(as) estiverem resolvendo questões bancárias pessoais"

Já o Sindicato dos Bancários de Juazeiro e Região classificou a aprovação da lei como preocupante. O presidente do grupo, Maribaldes da Purificação, afirmou que outras categorias também deveriam ser priorizadas, uma vez que também precisam de atendimento ágil.

Leia mais sobre Bahia em iBahia.com e siga o Portal no Google Notícias