Brasil

Apresentador Gugu Liberato morre aos 60 anos, nos EUA

Ele sofreu uma queda acidental de uma altura de cerca de quatro metros quando fazia um reparo no ar condicionado instalado no sótão

Agência O Globo
- Atualizada em

Antônio Augusto Moraes Liberato, popularmente conhecido como Gugu Liberato, morreu nesta sexta-feira, dia 22, aos 60 anos, após um acidente doméstico em sua casa, em Orlando, nos Estados Unidos, ocorrido na última quarta-feira. O apresentador chegou a ser hospitalizado, mas devido à queda de quatro metros de altura, não resistiu e teve morte cerebral. No momento do acidente, Gugu estava acompanhado apenas de sua mulher, Rose Di Matteo. A assessoria de imprensa do apresentador divulgou a nota abaixo:

"Este é um momento que jamais imaginamos viver. Com profunda tristeza, familiares comunicam o falecimento do pai, irmão, filho, amigo, empresário, jornalista e apresentador Antônio Augusto Moraes Liberato (Gugu Liberato), aos 60 anos, em Orlando, Florida, Estados Unidos.

Nosso Gugu sempre viveu de maneira simples e alegre, cercado por seus familiares e extremamente dedicado aos filhos. E assim foi até o final da vida, ocorrida após um acidente caseiro.

Ele sofreu uma queda acidental de uma altura de cerca de quatro metros quando fazia um reparo no ar condicionado instalado no sótão. Foi prontamente socorrido pela equipe de resgate e admitido no Orlando Health Medical Center, onde permaneceu na Unidade de Terapia Intensiva, acompanhado pela equipe médica local.

Na admissão deu entrada em escala de *Glasgow de 3 e os exames iniciais constataram sangramento intracraniano. Em virtude da gravidade neurológica, não foi indicado qualquer procedimento cirúrgico. Durante o período de observação foi constatada a ausência de atividade cerebral. A morte encefálica foi confirmada pelo Prof. Dr. Guilherme Lepski, neurocirurgião brasileiro chamado pela família, que após ver as imagens dos exames em detalhes, confirmou a irreversibilidade do quadro clínico diante de sua mãe Maria do Céu, dos irmãos Amandio Augusto e Aparecida Liberato, e da mãe de seus filhos, Rose Miriam Di Matteo.

Ainda não temos detalhes sobre o traslado para o Brasil. Informações sobre velório e sepultamento serão passadas assim que tudo estiver definido.

Ele deixa três filhos, João Augusto de 18 anos e as gêmeas Marina e Sophia de 15 anos. Atendendo a uma vontade dele, a família autorizou a doação de todos os órgãos.

Gugu sempre refletiu sobre os verdadeiros valores da vida e o quão frágil ela se revela. Sua partida nos deixa sem chão, mas reforça nossa certeza de que ele viveu plenamente. Fica a saudade, ficam as lembranças - que são muitas - e a certeza que Deus recebe agora um filho querido, e o céu ganha uma estrela que emana luz e paz".

Descendente de pais portugueses, Gugu começou na televisão aos 14 anos como auxiliar de produção do Silvio Santos, à época na TV Globo. O paulistano foi chamado por Silvio porque o escrevia cartas lhe sugerindo programas.

Considerado um dos apresentadores mais consagrados da história da TV brasileira, Gugu Liberato esteve à frente de atrações como "Viva a noite" (1982-1992), "Sabadão sertanejo (1991-2002)", "Domingo legal" (exibido entre 1993 e 2009) e "Gugu" (2015-2017), esse último já na RecordTV. Atualmente, apresentava na mesma emissora o reality "Power couple Brasil" e o talent show "Canta comigo".

Gugu chegou a iniciar um curso de odontologia na Universidade de Marília, em São Paulo, mas desistiu da faculdade para ingressar na emissora de Silvio Santos. Em "Viva a noite", Gugu promoveu nomes como o grupo Menudo, popular pelo hit "Não se reprima", além de ter lançado com sua produtora conjuntos como Dominó e Polegar.

O apresentador vivia o auge do sucesso do programa, em agosto de 1987, quando recebeu uma proposta da TV Globo e decidiu assinar o contrato. Mas Silvio Santos interveio. O dono do SBT faria uma delicada cirurgia e fez uma proposta tentadora a Gugu: ofereceu-lhe parte da programação dominical e aumentou seu salário em dez vezes, fora os honorários com publicidade.

Em 17 de abril daquele mesmo ano, Gugu estreou aos domingos no SBT. À época, apresentava sozinho os quadros "Passa ou repasse" e "Cidade contra cidade". Apesar de estar à frente de parte das atrações dominicais, Gugu manteve-se na apresentação de programas exibidos aos sábados à noite, a exemplo do "Sabadão sertanejo".

Seu maior sucesso, no entanto, veio com o "Domingo legal", na década de 1990, que protagonizou com o "Domingão do Faustão" uma das maiores guerras de audiência da TV brasileira.

No dia 18 de abril de 2018, na faixa das 22h30, logo após o "Jornal da Record", o apresentador assumiu a nova temporada do programa "Power couple Brasi"l, que passou a ser exibido de segunda a sexta-feira. Em 18 de julho daquele mesmo ano, estreou um novo programa na RecordTV, o talent show "Canta comigo", exibido às quartas-feiras, às 22h30.

O apresentador vivia o auge do sucesso do programa, em agosto de 1987, quando recebeu uma proposta da TV Globo e decidiu assinar o contrato. Mas Silvio Santos interveio. O dono do SBT faria uma delicada cirurgia e fez uma proposta tentadora a Gugu: ofereceu-lhe parte da programação dominical e aumentou seu salário em dez vezes, fora os honorários com publicidade.

Em 17 de abril daquele mesmo ano, Gugu estreou aos domingos no SBT. À época, apresentava sozinho os quadros "Passa ou repasse" e "Cidade contra cidade". Apesar de estar à frente de parte das atrações dominicais, Gugu manteve-se na apresentação de programas exibidos aos sábados à noite, a exemplo do "Sabadão sertanejo".

Seu maior sucesso, no entanto, veio com o "Domingo legal", na década de 1990, que protagonizou com o "Domingão do Faustão" uma das maiores guerras de audiência da TV brasileira.

No dia 18 de abril de 2018, na faixa das 22h30, logo após o "Jornal da Record", o apresentador assumiu a nova temporada do programa "Power couple Brasi"l, que passou a ser exibido de segunda a sexta-feira. Em 18 de julho daquele mesmo ano, estreou um novo programa na RecordTV, o talent show "Canta comigo", exibido às quartas-feiras, às 22h30.