Brasil

Corpo de idosa é encontrado enterrado no quintal de casa

Graciete Maria Sanches da Silva, de 68 anos, estava desaparecida desde o último dia 1º

Carolina Heringer, da Agência O Globo

A Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) investiga a morte de uma idosa cujo corpo foi encontrado enterrado dentro do quintal de sua própria casa, no bairro Granjas de Cabuçu, em Manilha, Itaboraí. Graciete Maria Sanches da Silva, de 68 anos, estava desaparecida desde o último dia 1º. O corpo dela foi encontrado por familiares nessa sexta-feira.

Graciete desapareceu após ter retornado para casa de um culto na Igreja Universal em Del Castilho, na Zona Norte do Rio. Ela foi vista pela ultima vez em um mercado perto de sua casa.

Graciete (à direita) e as duas filhas (Foto: Reprodução)

Moravam com Graciete uma de suas filhas, Dayse Sanches, e um neto. No momento em que a idosa chegaria, o ex-marido de Dayse, Cristiano, estava na casa, mas afirma não ter visto a sogra. Dayse voltou para a casa da mãe há cerca de dois meses, após ter se separado de Cristiano. Ele estava na casa de Graciete para cuidar do filho.

Ao longo dos dez dias em que Graciete ficou desaparecida, os parentes fizeram campanha em redes sociais para tentar encontrá-la. De acordo com a sobrinha de Graciete, Edna Mara Sanches, os parentes desconfiaram que o corpo da idosa pudesse estar escondido no quintal da sua casa, por isso resolveram ir até lá nessa sexta-feira.



- Logo que começaram a cavar, viram que ela estava lá. Mas o corpo já estava em estado bem avançado de decomposição, por isso a reconhecemos por um lencinho que ela carregava sempre e também por um anel. A família está muito abalada. Minha tia não merecia morrer dessa forma - afirma Edna.

A família ainda não sabe o que causou a morte de Graciete. O enterro da idosa está previsto para acontecer na próxima terça-feira.