Prejuízo do Groupon dobra no segundo trimestre


O site de descontos Groupon encerrou o segundo trimestre fiscal com prejuízo líquido de US$ 102,7 milhões, ante US$ 36,8 milhões de prejuízo líquido registrados no mesmo intervalo do ano passado. O resultado, no entanto, está em linha com o verificado no primeiro trimestre fiscal do ano.

A receita da empresa aumentou aumentou dez vezes, para US$ 878 milhões, ante US$ 87,3 milhões no mesmo intervalo de 2010. Em comparação com o primeiro trimestre, houve um aumento de 36,2%. O resultado indica uma redução no ritmo de expansão do Groupon. No primeiro trimestre, a receita havia crescido 63%.

A companhia associou o resultado ao aumento nos gastos para contratação de mais de 1 mil funcionários. No fim do trimestre, o Groupon informou ter reduzido seus custos de marketing para equilibrar seus resultados.

As despesas com marketing no segundo trimestre foram de US$ 170,5 milhões, ante US$ 4 milhões há um ano. Em comparação com o primeiro trimestre, no entanto, houve redução de US$ 37,5 milhões, ou de 18%.

O número de assinantes aumentou 39% em relação ao primeiro trimestre, alcançando 115,7 milhões de usuários.

Em junho, o Groupon enviou ao órgão regulatório do mercado financeiro americano (SEC, na sigla em inglês) um registro para uma oferta pública inicial de ações (IPO), com o objetivo de captar US$ 750 milhões. As informações são do Valor OnLine.