Preso em fuga matou jovem casal em motel no Paraná, diz polícia


A Polícia Civil do Paraná confirmou nesta quinta-feira (3) que um homem que está preso em Maringa foi o responsável pela morte de dois jovens em um quarto de motel em abril deste ano na cidade de Paranavaí. Ele teria cometido o crime depois de fugir da prisão – ele foi recapturado posteriormente.

O delegado Luiz Carlos Mânica afirmou que exames comprovaram que uma amostra de sêmen achado no corpo de Gabriela Cerci Bernarde, 26 anos, pertencia ao suspeito. Ela e André de Freitas Perez Silva, 22 , foram achados sem vida em um motel no dia 4 de abril.

O material genético pertence ao preso, que chegou a ser recapturado depois da fuga, antes de ser suspeito pelas mortes dos jovens. A polícia não divulgou o nome do preso e não deu detalhes sobre como aconteceu o crime, nem se Gabriela foi violentada ainda em vida.

O delegado explicou que o suspeito fugiu da Casa de Custódia de Maringá e se escondeu no motel depois de roubar um banco em Paranavaí. A polícia analisou as imagens de segurança do estabelecimento e identificou que uma pessoa entrou no quarto de Gabriela e André logo depois que os jovens chegaram ao motel. O delegado acredita que o exame de DNA e a imagem comprovam que o preso cometeu o crime.

Um laudo divulgado no início de agosto apresentou indícios de que o crime não foi passional. O material encontrado embaixo das unhas de Gabriela pertenciam a ela mesma, e no quarto foi encontrado sangue apenas das vítimas. Os exames também mostraram que nenhum dos dois usou drogas na noite em que foram mortos no motel.

Correio24horas