Menu Lateral Buscar no iBahia Menu Lateral
iBahia > brasil
Whatsapp Whatsapp
BRASIL

Soteropolitana, Gal Costa foi conhecida como 'Musa da Tropicália' e ícone da MPB

Cantora esteve nos palcos da inauguração do Teatro Vila Velha, em Salvador, ao lado de Caetano e Gilberto Gil

Redação iBahia • 09/11/2022 às 12:10 • Atualizada em 09/11/2022 às 12:27 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

				
					Soteropolitana, Gal Costa foi conhecida como 'Musa da Tropicália' e ícone da MPB
Foto: Reprodução/Instagram

A cantora Gal Costa morreu, aos 77 anos, nesta quarta-feira (9), a notícia foi confirmada pela assessoria de imprensa da cantora.

Gal Costa nasceu em Salvador, em 26 de setembro de 1945 e era conhecida como "Musa da Tropicália" e um dos maiores nomes da história da Música Popular Brasileira.

Leia mais:

A estreia de Gal Costa nos palcos aconteceu em 1964 ao lado de grandes nomes como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Maria Bethânia e Tom Zé, no espetáculo "Nós, Por Exemplo…", na inauguração do Teatro Vila Velha, em Salvador.

No mesmo, a cantora participou de outro espetáculo no mesmo local e com os mesmos cantores, em "Nova Bossa Velha, Velha Bossa Nova".

A cantora deixou Salvador para viver no Rio de Janeiro e apareceu pela primeira vez em um disco no trabalho de Maria Bethânia, em seu disco de estreia.

O primeiro disco de Gal Costa foi em conjunto com Caetano Veloso, intitulado "Domingo", o disco estreou em 1967, pela gravadora Philips. O primeiro trabalho contou com músicas interpretadas por eles separadamente, além de faixas em conjunto como “Coração Vagabundo”, “Domingo” e “Zabelê”.

Musa do movimento Tropicália, Gal esteve no disco "Tropicalia ou Panis et Circencis", ao lado de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Nara Leão, Os Mutantes e Tom Zé, repetindo parceria com alguns de seus melhores amigos na época.

Em seu segundo disco solo, intitulado "Gal" e conhecido como psicodélico, Gal Costa lançou o hit "Meu Nome é Gal", que deu nome ao filme que conta a história da cantora e estreia em 2023.

Entre outras pérolas da discografia estão discos como "índia", "Gal Canta Caymmi", "Água Viva", "Gal Tropical", "Aquarela do Brasil", "Fantasia", "Profana" e "Estratosférica", este último marcou os festejos dos 70 anos da cantora, em 2015.

O show de estreia do disco aconteceu no Teatro Castro Alves, em Salvador, no dia 27 de setembro de 2015, um dia depois de Gal completar a sétima década.

Trilha sonora das novelas

Nas tramas da TV, Gal Costa sempre deu um show a parte e esteve na trilha de dezenas de sucessos nos mais diversos horários.

Entre os maiores sucessos estão "Brasil", tema de abertura da novela "Vale Tudo", "Pra Você" em "Torre de Babel", "Dono Dos Teus Olhos" em "Senhora do Destino", "Nua Ideia" de "Rainha da Sucata", " Alguém me Dosse" em "Tieta".

A última participação da cantora em tramas da Globo ocorreu em "Amor de Mãe", novela protagonizada por Regina Casé que foi ao finalizada em abril de 2021.

Na novela, ela apareceu como a voz de "Minha Mãe", em parceria com Maria Bethânia, além das músicas "Palavras no Corpo", "Dê Um Rolê", "Sua Estupidez" e "Mãe".

Última era

Em 2019 ela lançou o disco "A Pele do Futuro" e entrou em turnê para divulgação do novo trabalho. Em 2021, o último disco da cantora chegou nas plataformas digitais, "Nenhuma Dor".

Em 2022 Gal Costa anunciou uma turnê nacional para resgatar os clássicos da carreira. “As Várias Pontas de uma Estrela” teve o show de estreia em 21 de dezembro de 2021, o segundo show aconteceu em janeiro de 2022.

A turnê, porém, foi pausada em outubro para a recuperação de uma cirurgia para a remoção de um nódulo na fossa nasal direita. A cantora passaria por Salvador em dezembro.

Leia mais sobre Brasil no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias.

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

RELACIONADAS:

MAIS EM BRASIL :

Ver mais em Brasil