Menu Lateral Menu Lateral
iBahia > colunistas > não óbvio
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Whatsapp Whatsapp
Não Óbvio

Da ilustração ao palco: veja cinco artistas baianos para acompanhar

Artistas baianos plásticos ou cantores? A Bahia tem novos talentos em todas as áreas

Vanessa Brunt • 14/05/2024 às 15:30 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

Desde ilustradores renomados até músicos inovadores, a Bahia é lar de uma série de artistas que estão ganhando destaque na nova geração. Conheça abaixo cinco artistas para você acompanhar nas redes:


				
					Da ilustração ao palco: veja cinco artistas baianos para acompanhar
Da ilustração ao palco: veja cinco artistas baianos para acompanhar. Foto: Reprodução / Canva Pro

01. Ramilo Maxuel | @arctfive

Ramilo Maxuel Guimarães Rosa, ilustrador nascido na Bahia, ganha destaque não apenas por sua habilidade artística, mas também por sua abordagem única e introspectiva. Suas obras, que funcionam como verdadeiros diários de suas experiências e vivências, exploram temas profundos de pertencimento e identificação.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Leia mais:

O artista descreve seu processo criativo como um verdadeiro "momento Frankenstein", onde se sente formado por diversas partes de corpos desconhecidos. Essa abordagem fragmentada se reflete em seu estilo visual, que é desconstituído de um único padrão característico.


				
					Da ilustração ao palco: veja cinco artistas baianos para acompanhar
Ramilo Maxuel Guimarães Rosa, ilustrador nascido na Bahia, ganha destaque não apenas por sua habilidade artística, mas também por sua abordagem única e introspectiva. Foto: Reprodução / Redes Sociais

Inspirado pelo movimento surrealista, Ramilo busca capturar a essência do mundo ao seu redor, que ele vê como intrinsecamente surreal. Em suas palavras, "o mundo sempre foi surreal e nós apenas o acortinamos sob o manto das ideias fascistas". Ele acredita que o mundo está além do imaginável e que seu trabalho é uma tentativa de retratar esse mundo delirante através de rabiscos e pinturas.

Embora tenha sido reconhecido na 64ª edição dos Salões de Artes Visuais da Bahia, promovida pela Fundação Cultural do Estado da Bahia, o verdadeiro mérito de Ramilo reside em sua capacidade de traduzir suas experiências pessoais em expressões visuais que ressoam com o público, através da sua abordagem autêntica e perspicácia artística.

02. Melly | @oficialmelly

Com apenas 21 anos, Melly já está conquistando seu espaço como um dos novos talentos da música baiana, graças às suas composições inovadoras e voz marcante. Seu primeiro EP, intitulado "Azul", tem recebido elogios fervorosos da crítica especializada. Com quatro faixas autorais, o EP combina o gênero norte-americano com as vibrantes batidas da musicalidade baiana.

Melly fez a transição do já estabelecido R&B para criar seu próprio estilo distintivo. Além das influências do jazz, blues e soul, seu trabalho também incorpora elementos do samba-reggae, trap, pagodão, toque Ijexá e percussão característicos da Bahia.


				
					Da ilustração ao palco: veja cinco artistas baianos para acompanhar
Com apenas 21 anos, Melly já está conquistando seu espaço como um dos novos talentos da música baiana. Foto: Áquila/Divulgação

Recentemente, Melly foi agraciada com o prêmio de "Revelação do Ano" no prestigiado Prêmio Multishow, realizado no Rio de Janeiro. Sua ascensão representa a emocionante surpresa que a música baiana tem a oferecer ao mercado.

Melly é uma fusão de suas diversas influências: Amy Winehouse e Nina Simone se encontram com a brasilidade de Tim Maia, o romantismo de Djavan e o groove típico de quem tem o ritmo baiano correndo nas veias.

Foto: Áquila/Divulgação

03. Ed Ribeiro | @pintor_dos_orixas

Ed Ribeiro, renomado artista plástico e escultor, é aclamado nacional e internacionalmente como o "Pintor dos Orixás", uma figura central na representação da cultura africana através da arte. Sua habilidade única na técnica de "Derramamento de Tintas" o coloca como um dos maiores mestres contemporâneos dessa forma de expressão, criando texturas e formas sem o uso de pincéis ou espátulas.

Em suas obras, Ribeiro derrama tinta sobre a superfície de forma horizontal, movimentando-a conforme a figura que deseja criar. Esse método confere às suas peças uma sensação de movimento e fluidez, características que tornam suas representações dos orixás verdadeiramente marcantes.


				
					Da ilustração ao palco: veja cinco artistas baianos para acompanhar
Cada obra de Ribeiro é uma celebração das conexões entre os orixás, a natureza e a humanidade. Foto: Reprodução / Redes Sociais

Cada obra de Ribeiro é uma celebração das conexões entre os orixás, a natureza e a humanidade. Utilizando cores vibrantes e formas abstratas, ele retrata os diversos orixás do candomblé, cada um com sua história, personalidade e simbologia específicas. A devoção do artista a essa temática é evidente em seu compromisso de pintar cada orixá de acordo com seu dia correspondente na semana.

Ribeiro está levando sua exposição "Conecte-se com o Sagrado" a diversos espaços culturais pelo Brasil. A mostra, curada pela Tartaglia Arte, explora as tradições e rituais das religiões de matriz africana, especialmente do candomblé, com o objetivo de promover a reflexão sobre a importância do sagrado na vida das pessoas.

Para os diretores e curadores da Tartaglia Arte, Regina Nobrez e Riccardo Tartaglia, o trabalho de Ribeiro é uma expressão poderosa e inovadora, capaz de transmitir uma profunda conexão espiritual e uma sensibilidade artística singular. Sua exposição é vista como uma verdadeira bênção para o público, destacando-se como uma experiência artística enriquecedora e impactante.

04. Aurata | @aurataexperimental

Aurata é uma banda com uma proposta inovadora, que mescla os aspectos visuais com os sonoros em seu conceito artístico. Fundada em 2014 pelo músico e produtor Ramon Gonçalves, o projeto já lançou oito trabalhos, entre discos e EPs, e teve a oportunidade de se apresentar na Cidade do México.

A sonoridade do Aurata é marcada por uma abordagem minimalista, que funde elementos de LOFI, post-rock, chillout e noise. Essa mistura eclética resulta em uma experiência auditiva única, que cativa os ouvintes com suas texturas sonoras envolventes e atmosféricas.


				
					Da ilustração ao palco: veja cinco artistas baianos para acompanhar
Aurata é uma banda com uma proposta inovadora, que mescla os aspectos visuais com os sonoros em seu conceito artístico.. Foto: Reprodução / Redes Sociais

Além da música, o Aurata também se destaca por sua abordagem visual, que complementa e enriquece a experiência artística geral. A integração entre elementos visuais e sonoros cria um ambiente imersivo e sensorial para os espectadores, tornando cada apresentação uma experiência verdadeiramente única.

Com uma trajetória musical marcada pela experimentação e pela inovação, seu impacto transcende fronteiras geográficas, demonstrando o poder universal da música em conectar pessoas através das emoções e das experiências compartilhadas.

05. Jadsa Castro | @jadsaa

Jadsa Castro se destaca como uma cantora singular, cuja música funde elementos do Xiré e do Candomblé para criar uma experiência sonora única. Sua marca registrada é a experimentação percussiva, que permeia cada uma de suas composições, adicionando uma dimensão vibrante e envolvente ao seu som.

O EP de estreia de Jadsa, intitulado "Godê", lançado em 2015, marcou o início de uma jornada musical notável. Desde então, ela tem participado de diversos festivais, conquistando o reconhecimento do público e da crítica.


				
					Da ilustração ao palco: veja cinco artistas baianos para acompanhar
Jadsa Castro se destaca como uma cantora singular. Foto: Reprodução / Redes Sociais

Seu talento e inovação foram reconhecidos com prêmios e concursos, incluindo a bolsa de estudos Skol, destacando-a como uma das vozes mais promissoras da cena musical contemporânea.

Além de suas conquistas individuais, Jadsa Castro é uma defensora apaixonada da preservação e celebração das tradições culturais afro-brasileiras. Em suas músicas, ela não apenas honra essas tradições, mas também as reinventa, trazendo uma abordagem moderna e fresca para temas ancestrais.

Imagem ilustrativa da coluna NÃO ÓBVIO
Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM NÃO ÓBVIO :

Ver mais em Não Óbvio