Mundo

Companhia aérea é acusada de homofobia por casal gay

Caso aconteceu em Nova York, nos Estados Unidos

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Uma empresa norte-americana de aviação foi acusada de homofobia em um episódio envolvendo um casal gay. Em uma publicação do Facebook, David Cooley, dono de um famoso bar gay de Los Angeles, contou o episódio. Ele e o namorado estavam na classe premium do voo 1407, no aeroporto JFK, quando foram abordados por uma comissária. Ela, por sua vez, pediu para o namorado de Cooley mudar de assento para que um casal heterossexual pudesse se sentar.

Foto: Reprodução
"Não pudemos suportar a sensação de humilhação em um voo que atravessaria o país e saímos do avião", disse. "Não posso acreditar que uma companhia aérea hoje em dia dê a um casal heterossexual tratamento preferencial em relação a um casal gay e chegue ao ponto de nos pedir para sair", conta.

A Alaska Airlines se pronunciou sobre o caso e disse que está em busca de uma solução. "Este infeliz incidente foi causado por um erro de assentos, combinado com um voo lotado e uma tripulação em busca de uma partida pontual, nada mais do que isso", explicaram.