Menu Lateral Buscar no iBahia Menu Lateral
iBahia > diversão > nem te conto
Whatsapp Whatsapp
Trajetória

Esposa de Davi relembra 1° negócio: ‘Brigadeiro na porta do metrô’

Em publicação, esposa de Davi relembrou momento antes de conseguir barraca para vender lanches

Lucas Mascarenhas • 28/02/2024 às 9:36 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

Mani Reggo, esposa de Davi do "BBB 24", fez uma publicação nas redes sociais onde relembrou o início do trabalho como empreendedora. "Sobre acreditar e não desistir!", escreveu em rede social.


				
					Esposa de Davi relembra 1° negócio: ‘Brigadeiro na porta do metrô’
Em publicação, esposa de Davi relembrou momento antes de conseguir barraca para vender lanches. Foto: Reprodução/Instagram

A baiana, que atualmente possui uma barraca de lanches no bairro de Brotas, em Salvador, começou vendendo brigadeiros na porta da estação de metrô do mesmo bairro.

Leia mais:

"Comecei vendendo brigadeiros na porta da estação do metrô de Brotas em Salvador numa bicicleta e com o tempo consegui uma barraca para vender os meus lanches", disse a esposa de Davi.

"Nunca foi e nem é fácil pra quem precisa criar o seu próprio sustento. Mas, sonhar, acreditar e lutar sempre por um dia melhor eu e você, NÓS podemos. Desejo a todos um bom trabalho e um excelente dia", finalizou Mani na publicação.


				
					Esposa de Davi relembra 1° negócio: ‘Brigadeiro na porta do metrô’
Perfil da esposa de Davi alcançou a marca de 780 mil seguidores. Foto: Reprodução/Redes Sociais

Esposa de Davi segue no trabalho

Mesmo com o baiano bombando com a participação no "BBB 24" e já tendo um contrato publicitário, a esposa de Davi segue trabalhando diariamente na barraca de lanches.

Em entrevista ao iBahia, Mani contou detalhes da rotina. “Todo dia eu acordo 5 horas [da manhã], tenho que preparar um aipim, fazer o cuscuz, porque [vendo] café da manhã e lanche, né? Mas pela manhã é quando tem mais movimento, e aí saio de casa umas 6:30h mais ou menos e começo o atendimento às 7h”, disse.

“Continuo lá firme e forte, todo dia, mesmo sem Davi. Ele me ajudava bastante aqui na rotina da barraca, ele me ajudava a abrir, né? Montar as coisas. Ficava lá também quando o funcionário não ia ele que ficava, mas agora eu tô tentando levar. A saudade que tá grande demais”, completou.

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM NEM TE CONTO :

Ver mais em Nem Te Conto