Empregos

Cinco dicas para advogados no início da carreira

Falta de experiência, somada à insegurança em relação às capacidades pessoais e longas esperas por trabalho são fatores comuns

Redação iBahia
09/05/2016 às 21h16

4 min de leitura
DinoOs primeiros passos de qualquer carreira costumam ser bastante duros. Falta de experiência, somada à insegurança em relação às capacidades pessoais e longas esperas por trabalho são fatores comuns nesse momento. Não é diferente a vida de um advogado recém-formado.  Se este é o seu caso, provavelmente você estava aliviado por ter concluído uma intensa maratona de estudos para conclusão do curso e passar no exame da OAB e nem sabia que o pior ainda estava por vir. Se você recém entrou no mercado de trabalho e as coisas não estão acontecendo da maneira como você imaginava, não se desespere. Seguem algumas dicas que te ajudarão a passar por esse momento.1. Tenha paciênciaAssim como em outras áreas, é comum que no início da profissão você tenha que adiar sonhos ou trabalhar muito para ver pequenos resultados. Mesmo que seu sonho seja ter um escritório de advocacia próprio um dia, é muito comum que você tenha que trabalhar em outros escritórios antes, para adquirir experiência e construir a sua reputação. Se trabalhar para alguém não é uma opção, tenha em mente que é natural que leve tempo para adquirir clientes e causas e saiba esperar sem angústia. Se inscrever na defensoria pública é uma boa alternativa se você estiver buscando aumentar seu rol de experiências.2. Aperfeiçoe suas habilidades de comunicação

Um advogado deve falar e escrever de forma clara, objetiva e alinhada.  Nas consultas, é recomendável que se fale apenas o essencial e que jamais se revele a terceiros segredos que lhe foram confiados em exercício da profissão. Para aperfeiçoar a comunicação, tanto oral como escrita, recomenda-se o constante exercício da leitura.3. Faça o seu melhor, independente da remuneraçãoNo início da carreira, é muito comum que as remunerações pelos trabalhos fiquem abaixo da expectativa. Isso não pode, em hipótese alguma, determinar a qualidade do seu trabalho. Um jogador de futebol no início da carreira, não deixa de fazer gol porque estão lhe pagando pouco. Muito pelo contrário, quanto mais gols ele fizer, maiores as chances de em algum momento seu nome começar a aparecer. A mesma lógica deveria nortear o início de qualquer carreira. Faça o seu melhor sempre e uma hora vão começar a lembrar do seu nome. Remunerações mais altas serão, no devido tempo, a consequência natural de um bom desempenho.4. Ama a tua profissão

Este é o último dos Dez Mandamentos do Advogado de Couture, mas não o menos importante. O bom exercício da advocacia exige um que de paixão. Doe-se à profissão e faça o seu melhor. Nas palavras de Couture: “Trata de encarar a advocacia de tal maneira, que quando o teu filho te pedir um conselho sobre o seu destino, considere uma honra aconselhá-lo a ser advogado”5. Mantenha-se atualizado O direito muda constantemente e se você não estiver por dentro dessas mudanças, pode ter certeza que alguém da concorrência o estará ocupando o seu lugar. Faça cursos, participe de palestras e conferências, faça pós-graduações, enfim. Não se esqueça que esses locais são também uma ótima opção para fazer networking e angariar novas oportunidades.