Celebração

2 de Julho e o cortejo da Independência; veja programação

Trajeto refaz a entrada das tropas brasileiras que venceram os portugueses na luta de 1823

Nathalia Amorim
02/07/2022 às 6h30

7 min de leitura
Foto: AHMS/Secult [disponibilizada no portal 2 de Julho]

Nasce o sol a 2 de Julho e é dia de celebração. Há 198 anos, na mesma data no ano de 1824, as ruas de Salvador foram tomadas pelo povo. Era o aniversário de um ano desde a expulsão das tropas portuguesas de Salvador, que marcou a Independência do Brasil na Bahia. De lá para cá, a tradição se manteve, entre a festa cívica e popular.

Tudo começa em Cachoeira, Recôncavo baiano. Lá foi dado o primeiro passo para a Independência da Bahia e do Brasil, em 25 de junho de 1822, até o estopim da vitória brasileira durante a Batalha de Pirajá, em Salvador. Para relembrar o acontecido e a importância da cidade na história, religiosamente, todos os anos, um fogo simbólico é aceso para representar os povos que lutaram pela independência da Bahia. Passa por Saubara, Santo Amaro da Purificação, São Francisco do Conde, Candeias, Simões Filho, até chegar no bairro de Pirajá, em Salvador.

Ao chegar em Salvador, o trajeto refaz a entrada das tropas brasileiras que venceram os portugueses na luta de 1823. Com a construção do monumento comemorativo no Largo do Campo Grande, em homenagem aos feitos heróicos dos brasileiros, o trajeto que antes era do Largo da Lapinha até o Terreiro de Jesus, foi estendido até o novo local. A primeira parte inclui o desfile festivo, e a segunda, a parte cívica.

Fotos: Bruno Concha/Secom

Entre fachadas, protestos e figuras públicas, a festa do 2 de Julho é plural em sua essência. De acordo com Rafael Dantas, esses são os usos e abusos da festividade, que, ao longo dos anos, foi interpretada e reinterpretada diversas vezes.  

“A festa ganhou a força que tem por uma questão especialmente do envolvimento popular. Se não tivesse envolvimento popular, não teríamos a festa viva até hoje. O 2 de Julho é a festa da Independência do Brasil na Bahia que é maior do que todas as outras. Isso só acontece porque o povo abraçou e entendeu aquilo como importante”, observa professor.

2022

Em 2022, após 2 anos sem a realização das celebrações nas ruas de Salvador por causa da pandemia da Covid-19, as festividades do 2 de Julho serão retomadas. Com o tema “A construção da nossa história”, a edição deste ano busca enaltecer o protagonismo dos baianos e baianas na conquista da independência do Brasil no estado.

O fogo simbólico do 2 de Julho que saiu de Cachoeira, no Recôncavo baiano na última quinta-feira (30), chegou em Salvador na tarde de sexta (1°), após mais de 30h de viagem pela Bahia. Também ocorreu na mesma data a tradicional cerimônia do “Te Deum”, um hino da Liturgia das Horas, rezado nos domingos e dias solenes em ação de graças. A parte religiosa já chegou a ser realizada na data de 2 de Julho, mas sofreu mudanças ao longo dos anos.

Confira abaixo a programação completa dos dias 2 e 3 deste ano:

  • DIA 2/7 (SÁBADO)

TURNO MATUTINO

6h – Alvorada com queima de fogos no Largo da Lapinha.

7h – Organização do Cortejo Cívico.

8h30 – Hasteamento das Bandeiras por Autoridades, com a execução do Hino Nacional pela Banda de Música da Marinha do Brasil.

  • Brasil – Exmº Senhor Rui Costa – Governador da Bahia.
  • Bahia – Exmº Senhor Deputado Adolfo Emanuel Monteiro de Menezes – Presidente da Assembleia Legislativa da Bahia.
  • Salvador – Exmº Senhor Bruno Reis – Prefeito de Salvador.
  • IGHBA – Exmº Senhor Joaci Góes – Presidente do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia.

8h40 – Colocação de Flores, pelas autoridades, no monumento ao General Labatut pelo Governador, Prefeito, Presidente da Assembleia, Presidente da Câmara de Vereadores de Salvador e Comandantes Militares.

  • Entrega dos Carros Emblemáticos – Discurso do Exmº Senhor Joaci Góes – Presidente do IGHBA
  • Execução do Hino ao 2 de Julho pela Banda de Música da Marinha do Brasil.

9h – Início do Cortejo Cívico.

  • Homenagem aos Heróis da Independência: breve parada em frente ao Convento da Soledade.
  • Homenagem da Ordem Terceira do Carmo: breve parada em frente à Ordem, para pronunciamento de um membro da Instituição.
  • Homenagem da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos: breve parada em frente à Igreja.

11h30 – Recolhimento dos Carros Emblemáticos dos Caboclos nos caramanchões da Praça Thomé de Souza.

TURNO VESPERTINO

14h30 – Organização do Cortejo Cívico.  

15h – Início do Cortejo Cívico.

  • Breve parada em frente ao Instituto Geográfico e Histórico da Bahia.

15h30 – Cerimônia Cívica no 2º Distrito Naval

16h15 – Previsão de chegada dos Carros Emblemáticos e das Autoridades ao Campo Grande.

  • Hasteamento das bandeiras por Autoridades.
  • Execução do Hino Nacional pelas bandas de música da Marinha, Exército e Aeronáutica.
  • Brasil – Exmº Senhor Rui Costa – Governador do Estado da Bahia.
  • Bahia – Exmº Senhor Exmº Senhor Deputado Adolfo Emanuel Monteiro de Menezes – Presidente da Assembleia Legislativa da Bahia.
  • Salvador – Exmº Senhor Bruno Reis – Prefeito de Salvador.
  • Colocação de Coroas de Flores no Monumento ao 2 de Julho pelas autoridades presentes. Governador, Prefeito, Presidente da Assembleia, Presidente da Câmara de Vereadores de Salvador e Comandantes Militares.
  • Acendimento da Pira do Fogo Simbólico Pelo campeão olímpico de boxe Hebert Conceição
  • Execução do Hino ao 2 de Julho: Coral da PM/Ba com acompanhamento da Banda de Música Maestro Wanderley da Polícia Militar da Bahia.

PROGRAMAÇÃO CULTURAL

  • DIA 2/7 (SÁBADO)

            Local: Casa do Benin

            9h – Museu Vivo na Cidade – Heróis da Independência saúdam o Caboclo e a Cabocla, na sacada da Casa do Benin

            12h às 17h – Culinária Musical – gastronomia com afrochef Jorge Washington, Atração musical: Sinho Bernardo com participação de Denise Correia, Performance poética: Jocelia Fonseca e encenação do Museu Vivo na Cidade

            Local: Campo Grande

            Das 17h30 às 21h30 – XXXI Encontro de Filarmônicas – Regência: Maestro Fred Dantas

  • DIA 3/7 (DOMINGO)

            Local: Campo Grande

            Das 17h às 19h – Show de Gerônimo em homenagem ao 2 de Julho

            Das 19h às 21h30 – Baile da Independência – com a Orquestra do Maestro Fred Dantas

  • DIA 5/7 (TERÇA-FEIRA)

            Local: Campo Grande – Lapinha

            18h30h  Volta dos Carros Emblemáticos. Participação da Orquestra do Maestro Reginaldo de Xangô, Fanfarras e Grupos Culturais.

Leia mais sobre 2 de Julho em iBahia.com e siga o Portal no Google Notícias.