CBF tenta boicotar movimento por Liga dando mais poder aos clubes



Redação Goal

Nesta segunda-feira (8), representantes dos clubes e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) se reuniram e ambos saíram satisfeitos do encontro. A CBF anunciou que pretende fazer mudanças importantes em seu estatuto na próxima quinta-feira, e atender uma das principais queixas dos dirigentes.

O presidente Marco Polo Del Nero informou que vai dar mais autonomia aos clubes no Conselho Técnico da entidade. Além disso, vai incluí-los nos processos de definição do calendário e de formato dos principais campeonatos nacionais como a Copa do Brasil, e o próprio Brasileirão. Desta forma, a movimentação para a criação de uma Liga perdeu forças.

“É uma ideia que já vem de muito tempo, desde a eleição a algumas estão sendo aceleradas. É uma ideia para fortalecer o futebol brasileiro. A partir de quinta, com a reforma no estatuto, não haverá mais o poder do veto que a CBF tinha. Será uma decisão com todos os clubes juntos”, disse Walter Feldman, secretário-geral da CBF.

A mudança vai ser concretizada em assembleia geral extraordinária com os presidentes de federações estaduais, mas para atender as exigências do Estatuto do Torcedor só poderá ser efetivada apenas em 2017. Os mandatórios dos clubes se manifestaram favoráveis a decisão.

“Foi a maior conquista dos últimos anos”, disse o presidente do Vasco, Eurico Miranda.

“O poder de veto que a CBF tem no Conselho Técnico vai cair. Os clubes passam a ter o comando total dos campeonatos, fora do telhado da CBF. Isso já seria o embrião da criação de uma liga”, declarou o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar.