Joel explica escalação contra o Palmeiras e critica 'teimosia' Carlos Alberto


Joel lamenta derrota: “não jogamos uma boa partida”

O Bahia voltou a decepcionar e perdeu para o Palmeiras por 2 a 0, em Pituaçu, e o risco de rebaixamento ainda é iminente. Para a torcida, o principal culpado é o técnico Joel Santana, que escalou Jancarlos e Hélder nas laterais, ao invés de Gabriel e Maranhão, que já foram improvisados em oportunidades passadas. Joel também deixou Magno até fora do banco, mesmo ele sendo titular nos últimos três jogos.

Na entrevista coletiva, o treinador se defendeu. “Quando existe a palavra improvisar, você joga com a sorte. Pode dar certo e pode dar errado. Hoje deu errado. O Maranhão teve dois dias de sinusite e não treinou. Não quero jogar ele ali de lateral. Gastar jogador promissor na sua posição errada não é bom, desgasta o jogador. E o Jancarlos é o lateral de origem”, explicou o treinador aos repórteres.

Joel também justificou a saída de Magno, mas admitiu que não foi feliz na escalação de Carlos Alberto e até criticou o comportamento do meia em campo. “O Magno é um jogador do meio pra frente do campo e eu precisava de alguém que marcasse e saísse pro jogo. Carlos Alberto não foi bem. Poderia ter rendido um pouco melhor. Insistiu em um jogada que não dava certo. Ele poderia ter procurado mais os lados quando começou a receber muita falta. Falei com ele, mas ele continuou jogando pelo meio”.

O técnico valorizou a vitória palmeirense e disse que, do Bahia, apenas o goleiro Marcelo Lomba se salvou pelas boas defesas. “Não jogamos uma boa partida. Os nossos laterais não jogaram bem. O time do Palmeiras soube jogar e aproveitou a melhor arma que eles tem, que é bola parada. Tomamos o gol de escanteio e aí vem o desespero. Mexemos no time, mas não aconteceu nada. O Lomba jogou bem, com três defesas, mas o resto do time não foi bem”, finalizou.