Futebol

Nike proibiu Neymar de rasgar meião durante Copa da Rússia

Atitude do jogador nos jogos contra Suíça e Costa Rica não agradou a patrocinadora

Redação iBahia
21/09/2018 às 16h06

1 min de leitura

As polêmicas envolvendo Neymar e Copa da Rússia não param de aparecer. Desta vez, os cortes feitos nos meiões pelo craque, durante o Mundial, entraram em discussão. A atitude não agradou a Nike, fornecedora de material da seleção e patrocinadora do atleta.

(Foto: André Mourão / MoWA Press)

De acordo com a empresa, a iniciativa de Neymar antes dos jogos contra Suíça e Costa Rica foi pejorativa e antes da terceira partida, contra a Sérvia, representantes da marca entraram em contato com a equipe do atleta. Eles orientaram que o jogador parasse com a ação.

O jogador do PSG usou uma tesoura para provocar rasgos nas meias com a justificativa de que os buracos na região da panturrilha diminuíam a pressão e evitavam cãibras. Para a Nike, a alegação não faz sentido e Neymar seguiu as orientações nos jogos seguintes.